Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 8 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Falta de salva-vidas fecha balneário municipal de Três Lagoas

Visando acelerar o processo de reabertura do balneário municipal, uma licitação foi aberta, mas nenhuma empresa qualificada se inscreveu.

Jornal do Povo de Três Lagoas

13 de Setembro de 2013 - 08:53

A Prefeitura de Três Lagoas anunciou que o Balneário está fechado por falta de salva-vidas. De acordo com o secretário Paulo da Paz, o Corpo de Bombeiros exige que três salva-vidas trabalhem aos sábados e quatro aos domingos. A empresa que vinha prestando estes serviços no Balneário não renovou o contrato. Sem profissionais atuando na segurança dos banhistas, o balneário fica sem condições de funcionar.

Visando acelerar o processo de reabertura do balneário municipal, uma licitação foi aberta, mas nenhuma empresa qualificada se inscreveu. Diante desse fato, a Sejuvel busca empresas especializadas neste tipo de prestação de serviço em outras regiões.

“Conseguimos encontrar quatro empresas que se inscreveram e agora devem participar do pregão” informa Paulo da Paz, que lamentou o fechamento do balneário nesta época de grande movimento. “Gostaríamos de poder abrir, mas sem salva-vidas isso não é possível, é uma questão de segurança”, enfatizou.

Além de orientação e preservação do bem estar dos frequentadores, também será papel da nova empresa a manutenção da área aquática utilizada pelos banhistas, evitando a permanência na área de animais peçonhentos e arraias. “A firma que assumir o trabalho terá que fazer frequentemente a manutenção das redes, evitando principalmente a aproximação das arraias que são perigosas” destacou o secretário.

A Prefeitura prevê que o balneário volte a atender a população no dia 5 de outubro, entretanto a reabertura depende expressamente da assinatura deste novo contrato, que só deverá ocorrer se as empresas inscritas apresentarem todos os documentos necessários e comprovarem que estão aptas a realizar os serviços necessários.