Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 8 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Falta de sinal de telefonia móvel em distritos gera reclamação e vereador apresenta requerimento

O requerimento também foi assinado pela presidente do Legislativo, Karem Ramsdorff. O mesmo foi votado e aprovado por todos os nobres edis.

Eliton Santos/Impacto News

20 de Agosto de 2013 - 15:54

Há anos à população dos distritos de Porto Vilma e Vila União vem reclamando da falta de sinal de telefonia móvel nas localidades o que causa grandes transtornos aos usuários. Na noite desta segunda (19/08), o Vereador Casquinha (PMDB) apresentou o requerimento de numero 082/2013 onde o mesmo solicita que seja enviado expediente ao Sr. Heriberto Liberatti (Gerente regional da Vivo no MS) para que seja estudada a possibilidade de viabilizar a implantação de uma torre que possibilitara o acesso dos municípios daqueles distritos aos serviços de telefonia móvel e internet.

Em sua justificativa pessoal o Vereador ressaltou o crescimento populacional e socioeconômico de Deodápolis e reafirmou a necessidade da melhoria de sinal nos distritos que ficam longe da sede. Segundo o mesmo, em todo o município existe apenas uma torre na sede, impossibilitando assim o acesso nos locais mais distantes.

“O presente pedido se faz necessário em virtude de que nosso município possui somente uma torre na sede, ficando os distritos sem este benefício. A população da região aumentou com a instalação das usinas, e a instalação destas torres vai possibilitar o acesso fácil, podendo abranger todos os distritos do Município de Deodápolis, atendendo as necessidades dos moradores dos sítios, chácaras e fazendas desta região. A população reclama que o sinal não atende os clientes destas localidades, e com a instalação das torres um número maior de pessoas poderão se conectar a qualquer momento e em qualquer lugar possibilitando uma melhor forma de se comunicar, vivendo de forma humana e segura!” afirmou o Vereador em sua explicação pessoal.

O requerimento também foi assinado pela presidente do Legislativo, Karem Ramsdorff. O mesmo foi votado e aprovado por todos os nobres edis. Em outras gestões o mesmo pedido foi discutido em plenário, porem a operadora em uma ocasião apresentou a sua justificativa ressaltando a inviabilidade por conta do baixo numero de usuários nas localidades.

Segundo Casquinha, o requerimento se faz necessário por conta do crescimento populacional da região o que poderá enfim apresentar os números necessários para que se torne viável para a operadora.