Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 4 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Fazendeiro retira gado de áreas ocupadas por índios kadiwéu em MS

Segundo Souza, os indígenas chegaram ao local armados e montados em cavalos. Houve tiroteio durante a ocupação, ainda conforme o advogado.

G1 MS

22 de Agosto de 2013 - 15:46

O proprietário de duas fazendas ocupadas por cerca de 120 índios kadiwéu desde quarta (21), na região de Nabileque, em Corumbá, a 444 km de Campo Grande, retirou cerca de 800 bovinos das áreas. Cada propriedade tem pouco mais de cinco mil hectares. O advogado do dono das fazendas, Carlos Fernando de Souza, deve recorrer nesta quinta-feira (22) à Justiça com pedido de reintegração de posse.

Segundo Souza, os indígenas chegaram ao local armados e montados em cavalos. Houve tiroteio durante a ocupação, ainda conforme o advogado. Os guardas atiraram para cima para tentar dispersar os kadiwéu, sem sucesso. Os indígenas, segundo Souza, também atiraram. A área estaria sendo reivindicada pelos índios desde 1987

A Fundação Nacional do Índio (Funai) confirmou a ocupação, mas diz não ter conhecimento sobre as agressões. O G1 entrou em contato com a assessoria do órgão, mas não teve retorno até a publicação desta reportagem. Servidores da fundação devem ir ao local ainda nesta quinta.

A ocupação das fazendas e o pedido de reintegração de posse quebra a trégua proposta pelo governo federal, que estuda medidas para resolver a disputa por terras em Mato Grosso do Sul. Na próxima terça-feira (27), uma reunião em Brasília entre índios e produtores discute novas saídas para resolver o impasse no estado.