Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 4 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Fechamento do posto central na madrugada vai garantir economia mensal de R$ 32 mil

A secretária garante que caso o fechamento do posto central gere alguma dificuldade no hospital, esta decisão poderá ser revista.

Flávio Paes/Região News

30 de Agosto de 2013 - 13:24

O fechamento da Unidade Central Acelino Roberto Ferreira entre meia-noite e 6 horas da manhã vai gerar uma economia mensal de R$ 32 mil. Este recurso será redirecionado ao custeio de outras atividades da saúde. O funcionamento do posto das 18 horas até às 6 horas do dia seguinte gera um custo mensal de R$ 45 mil, despesa que será reduzida com o fechamento a meia-noite.

“Neste ano a Prefeitura não tem condições de arcar com esta despesa“, avalia a secretária Leila Couto em entrevista à Rádio Pindorama. Ela lembra que este posto não foi projetado para funcionar na urgência e emergência que já é atendida pelo Hospital Elmiria Silvério Barbosa. "O posto foi planejado como uma unidade básica", explica.

A secretária garante que caso o fechamento do posto central  gere alguma dificuldade no hospital, esta decisão poderá ser revista. Ela não acredita que isto vai acontecer porque o número de usuários  não ultrapassa a dois por madrugada.  A Prefeitura espera iniciar ainda este ano construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), num terreno na Rua Paraná, em frente da Escola Estadual Sidrônio Antunes de Andrade.

Sidrolândia foi habilitada pelo Ministério da Saúde e receberá R$ 2,2 milhões para construção da UPA, que vai ter estrutura para urgência e emergência, com dois médicos por turno, equipamento de raio-x, laboratório de análises clinicas e leitos de internação.