Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 12 de Julho de 2024

Sidrolandia

Ferrari manda recado, Massa abre e cede vitória a Alonso em Hockenheim

Líder da prova até a 49ª volta, brasileiro recebe "indireta" pelo rádio e permite ultrapassagem do espanhol; Sebastian Vettel completa o pódio em terceiro

Hoje Ms

26 de Julho de 2010 - 13:25

 domingo para os brasileiros na Fórmula 1 terminou com um gosto amargo que não era sentido há tempos. Após uma bela largada, quando superou Fernando Alonso e Sebastian Vettel para assumir a liderança do GP da Alemanha, Felipe Massa segurou bravamente a pressão do companheiro de equipe. Resistiu aos ataques do espanhol, mas não ao recado que veio pelo rádio. Na 49ª volta, a 18 do fim, a Ferrari se intrometeu na briga. Rob Smedley, engenheiro do brasileiro, disse pausadamente:
 
- Fernando está mais rápido que você. Pode confirmar que entendeu a mensagem?

O efeito foi imediato. Massa quase parou o carro na pista para ceder a liderança da corrida a Alonso. Com a “ajudinha” da equipe, o espanhol venceu o GP em Hockenheim, seu segundo triunfo na temporada 2010. O brasileiro chegou em segundo, seguido por Vettel, da RBR, que completou o pódio. Para completar o constrangimento, Massa ainda ouviu no rádio outra mensagem do engenheiro, se desculpando pelo "incômodo".

- Boa decisão. Temos de ficar assim agora. Desculpe.

A corrida
Mesmo com tempo nublado em Hockenheim, a ameaça de chuva passava longe do circuito antes da largada do GP da Alemanha. O duelo na corrida deveria ficar entre as RBRs de Vettel e Webber e as Ferraris de Alonso e Massa, que dominavam as duas primeiras filas.

Só que a largada se encarregou de acabar com esta expectativa. Após uma dividida de Vettel com Alonso, ainda na reta dos boxes, Massa foi inteligente e superou os dois rivais. O espanhol se manteve à frente do alemão e assumiu a segunda posição da corrida. Com um bom desempenho, os dois carros da Ferrari começaram a abrir uma boa vantagem para o alemão.

A partir daí, as emoções da corrida ficariam restritas ao duelo entre Massa e Alonso pela primeira posição. Como o espanhol tinha mais pontos no campeonato que o brasileiro, acreditava-se que a Ferrari daria uma ordem rápida para a inversão das posições, mas não foi o que aconteceu. Massa se manteve à frente, andando rápido com os pneus supermacios.

O brasileiro se manteve à frente do espanhol no primeiro trecho da corrida, sem ser muito ameaçado. Na 13ª volta, Alonso foi chamado aos boxes para seu pit stop e todos temiam que a inversão poderia ser feita no trabalho da equipe. O brasileiro entrou na volta seguinte e o temor foi afastado: a Ferrari fez o mesmo tempo de parada para ambos