Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 28 de Janeiro de 2021

Sidrolandia

Fraldas produzidas em presídio de Rio Brilhante beneficiam famílias carentes da cidade

O projeto teve início há cerca de uma semana na unidade penal e ocupa a mão de obra de seis reeducandas

Agepen

10 de Março de 2014 - 01:24

Internas do Estabelecimento Penal Feminino de Rio Brilhante estão trabalhando na produção de fraldas infantis e geriátricas descartáveis para, além de suprirem as necessidades do presídio, serem distribuídas gratuitamente a hospitais e famílias carentes da cidade.

A ação acontece graças a uma parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), o Rotary Club, que doou a máquina utilizada na produção, e a prefeitura municipal, responsável pela manutenção e fornecimento do material para a confecção.

O projeto teve início há cerca de uma semana na unidade penal e ocupa a mão de obra de seis reeducandas, que recebem remição de um dia na pena para cada três trabalhados.

“É uma forma de proporcionar mais opções de trabalho para as internas, suprir as demandas dos bebês que temos aqui com suas mães presas, ao mesmo tempo em que fazemos com que o Sistema Penitenciário contribua diretamente com a comunidade”, destaca diretora do presídio, Verá Lúcia dos Santos.

Segundo a dirigente, inicialmente está sendo oferecido um treinamento para as custodiadas. Duas instrutoras da prefeitura ensinam todas as etapas de produção. “Somente na primeira semana, ainda nessa fase de capacitação, elas confeccionaram 4 mil fraldas, mas a meta é que sejam 6 mil”, informou.

Atualmente, no presídio, três bebês estão com suas mães e existe uma interna gestante. A produção de fraldas irá reforçar o atendimento a este público custodiado, que já conta com atendimentos de profissionais de saúde qualificados e um berçário dentro do presídio.