Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 30 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Funasa de MS perfura mais oito poços em municípios do Estado

Ainda este ano em Corguinho, com o apoio do Incra, a população poderá contar com três poços no Assentamento Torre de Pedra, e dois no Liberdade Camponesa.

Assessoria

17 de Julho de 2013 - 08:40

Através de parcerias com as prefeituras municipais e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) a Superintendência Estadual da Fundação Nacional de Saúde de Mato Grosso do Sul prevê a perfuração de oito poços para os sistemas de abastecimento de água em diversas localidades do Estado.

Com a assinatura de um Termo Simplificado de Cooperação Técnica, três municípios são os próximos a receber a perfuração dos poços da Funasa de MS. As duas equipes que realizam o trabalho pela Instituição já estão divididas para levar o benefício.

Após atender os trabalhos em Rio Brilhante, onde já foi perfurado um e a população aguardava outros dois, que estão com as obras em andamento, a equipe irá se dirigir até o Assentamento Teijin, em Nova Andradina, para a criação de mais dois poços.  O município também deve receber as obras no assentamento Santa Olga, o que depende apenas do firmamento do Termo de Cooperação.

Ainda não existe data para o início das atividades em Nova Andradina, pois como a perfuração de poços depende de condições da natureza, como profundidade e disponibilidade de água, não é possível estabelecer um prazo final para os trabalhos em Rio Brilhante.

Ainda este ano em Corguinho, com o apoio do Incra, a população poderá contar com três poços  no Assentamento Torre de Pedra, e dois no Liberdade Camponesa. Depois a vez é de Rochedo que será atendido com um poço para a área Urbana, atendendo toda a população do município.

O chefe da perfuração de poços da Divisão de Engenharia e Saúde Pública da Funasa de MS, José Arantes, afirma que os dados de profundidade e vazão da água são determinados no momento das obras, conforme as características dos lençóis freáticos. “Temos a previsão de muitos poços novos, só dependemos da disponibilidade das máquinas com as equipes para atender esses parceiros”, revela Arantes.

“A chegada dos poços a essas regiões do estado proporciona melhorias sanitárias significativas, impactando positivamente na saúde da população. Essa ação é muito importante principalmente para os sul-mato-grossenses que vivem em assentamentos, onde geralmente não há muita estrutura nas moradias”, destaca o superintendente estadual da Funasa de MS, Pedro Teruel.