Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 8 de Maio de 2021

Sidrolandia

Funasa promete perfurar a partir do dia 09 poço para atender a Aldeia Nova Nascente

No sábado o superintendente regional da Funasa, Marco Aurélio Santulho, esteve em Sidrolândia.

Flávio Paes/Região News

15 de Janeiro de 2017 - 20:31

A Fundação Nacional de Saneamento deve perfurar a partir do dia 09 de fevereiro um poço artesiano para atender as 80 famílias da Aldeia Nova Nascente. Há duas semanas a comunidade está sem abastecimento de água encanada após a Sanesul cortar uma ligação clandestina feita a partir de um ramal da empresa existente na Rua Hélio Martins Coelho, no Jardim Petrópolis. A estatal registrou boletim de ocorrência por furto de água.

No sábado o superintendente regional da Funasa, Marco Aurélio Santulho, esteve em Sidrolândia. Ele garantiu a perfuração do poço e ficará sob a responsabilidade da Secretaria de Saúde Indígena, a implantação de rede água.

Segundo o cacique Aldo de Souza, enquanto a solução definitiva não vem, as famílias estão se virando como podem. Todas as manhãs um caminhão pipa da Prefeitura passa pela aldeia e enche tambores e vasilhames disponíveis. Foi montado um ponto de distribuição precário a partir da casa de Márcio Matias Joaquim, o ponto mais próximo da Aldeia Tereré, onde há abastecimento regular. Uma rede de 600 metros, feita com mangueiras de meia polegada traz a água até esta residência.

“O ideal é que o problema fosse resolvido até o início das aulas dia 13 de fevereiro”, comenta o cacique Aldo de Souza.

Dona Marcia Martins da Silva, 55 anos, faz um percurso várias vezes ao dia até o ponto de distribuição na casa do senhor Marcio Matias, levando água em baldes, latas de tintas, para atender as necessidades dos seis membros da família, desde cozinhar, lavar roupa e tomar banho.

Na área de 5 hectares adquirida pela Prefeitura, já há energia elétrica, mas o projeto de expansão da rede água atrasou porque a comunidade resistia em aceitar que fosse feito pela Sanesul, porque neste caso terão de pagar tarifa de água.