Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 18 de Setembro de 2021

Sidrolandia

Gaúchos comemoram a Semana Farroupilha com chimarrão e churrasco

A data, que também é tida como a comemoração máxima de todo sulista, se finda no dia 20, em que é festejado o dia do Gaúcho, mas em Campo Grande só termina no dia 21 de setembro.

Campo Grande News

14 de Setembro de 2013 - 11:20

Não interessam os mais de mil quilômetros de distância. Gaúcho que é gaúcho, mesmo morando em Campo Grande, sabe que os próximos dias são os mais importantes no calendário oficial de quem nasceu nos pampas brasileiros. A Semana Faroupilha é festejada aqui, como se todos estivessem lá.

Há 15 anos, Jardelino Pinheiro e a esposa Cristina Pinheiro trocaram o vento frio do sul pelo ar seco do cerrado, em busca de emprego. Se estabeleceram e, para matar a saudade do Rio Grande do Sul, o Centro de Tradições Gaúchas se tornou a segunda casa do casal.

Jardelino, de 41 anos, se tornou presidente do CTG Tropeiros da Querência, ou "patrão', termo usado entre os frequentadores do Centro de Tradições Gaúchas. A fama de que gaúcho desbravador, não deixa para trás o fascínio e orgulho que esse povo tem com a terra natal.

Para  comprovar isso,e fazer com que a distância se torne menor, nesta semana, as comemorações vão trazer aos convidados itens de "sobreviência' de todo gaúcho, com o chimarrão e o churrasco.

A data, que também é tida como a comemoração máxima de todo sulista, se finda no dia 20, em que é festejado o dia do Gaúcho, mas em Campo Grande só termina no dia 21 de setembro.

O orgulho de ser gaúcho não é escondido e, menos ainda, a felicidade em ter sido acolhido por Campo Grande. Mas quando o assunto é tereré, eles são claros, não gostam. "Quando estou com muita cede até tomo, mas não troco o chimarrão, nem quando está quente", confessa Jardelino.

A data relembra o começo da guerra dos Farrapos, como também ficou conhecida a mais longa revolução do Brasil, que durou quase dez anos e tinha como ideal liberdade, igualdade e humanidade.

A programação tem início neste sábado, às 8 horas, no CTG Tropeiros da Querência. A primeira atividade do grupo será acender a “Chama Crioula” no Parque das Nações Indígenas. Depois, começará o desfile Farroupilha, que saíra dos Altos da Afonso Pena, em direção ao Centro de Tradições Gaúchas. A cavalo, o grupo vai percorrer a avenida Afonso Pena até o “Obelisco”, em depois seguem pelas ruas José Antônio, Rodolfo José Pinho, Avenida Eduardo Elias Zahran, Avenida Três Barras e Miguel Sutil.

Semana foi de ensaio no CTG.

Semana foi de ensaio no CTG.

Veja a programação completa até o dia 21 de setembro:

14/9

8h: Acendimento e Condução da Chama Crioula até a sede do CTG Tropeiros da Querência.

10h: Pronunciamentos alusivos à data e acendimento do “Candeeiro Farroupilha”.

14h: Jogos tradicionalistas: bocha campeira, bocha 48 e tava.

15/9

10h: Missa em rito crioulo.

12h: Churrasco e domingueira dançante.

16/9

20h: Entrega do Troféu Harry Amorim Costa na Assembleia Legislativa de MS.

18/9

20h: Lançamento do Livro “O Anjo Negro da Minha Guarda” pelo autor Batista dos Santos. Em seguida será realizada uma tertúlia da integração Sul-Mato-Grossense e Gaúcha.

19/9

20h: Jantar com tertúlia com a participação dos artistas pratas da casa e convidados.

20/9: Dia do Gaúcho

19h: Tertúlia livre.

24h: Extinção da “Chama Crioula”.

21/9: Dia Internacional da Paz

8h: Jogos tradicionalistas: bocha campeira, bocha 48, tava, truco e grenal de bombachas.

12h: Churrasco e tertúlia livre.

O CTG fica na Rua Miguel Sutil, 445, bairro Vilas Boas. Os almoços vão custar R$ 20,00 e o jantar R$ 15,00.