Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Setembro de 2021

Sidrolandia

Governador aumenta repasse e garante R$ 4 milhões para FIC em 2014

O Fundo de Investimento Cultural tem apresentado aumento anual. Pela sexta vez consecutiva o repasse beneficia artistas de Mato Grosso do Sul.

Notícias MS

12 de Setembro de 2013 - 16:30

O governador André Puccinelli autorizou nesta quinta-feira (12) durante assinatura de convênios para o repasse de recursos do Fundo de Investimentos Culturais (FIC), um aumento de 33% para contemplar os projetos que serão apresentados no ano que vem. O valor distribuído este ano de R$ 3 milhões passará para R$ 4 milhões em 2014.

O Fundo de Investimento Cultural tem apresentado aumento anual. Pela sexta vez consecutiva o repasse beneficia artistas de Mato Grosso do Sul. Segundo o diretor-presidente da Fundação de Cultura, Américo Calheiros, depois de ficar desativado por quatro anos o repasse tem apresentado progressos e movimentado a arte da cultura do Estado. “No último ano tivemos um aumento de 100% do repasse para o FIC, que foi reativado pelo governador André Puccinelli em 2008. Desde então temos tido grandes avanços. No ano passado o repasse foi de R$ 1,5 milhão e este ano estamos distribuindo R$ 3 milhões para as produções”, contabilizou Américo.

Os recursos do FIC contemplam projetos de música, artes cênicas, literatura, audiovisual, folclore, artesanato, museu e pesquisa cultural. “Estamos vendo estes recursos sendo transformados em prática. A essência do compromisso da classe artística com o recurso público tem sido convertida numa alavanca forte para a cultura, criatividade, interesse e compromisso com estas produções”, comemorou Calheiros.

Nesta etapa os convênios para os repasses de recursos do FIC recebem R$ 1 milhão, que foram distribuídos em 39 ações culturais aprovadas por edital. “Através deste Fundo estamos propiciando estes 39 novos projetos, mas já destinamos recursos para 68 projetos no início do ano. São 107 projetos, um total de R$ 3 milhões, que foram liberados para a cultura contemplando com recursos próprios, a nossa alta produção cultural nas várias áreas de atividades”, explicou Puccinelli.

A Fundação Nelito Câmara teve o projeto do 10º Festival de Cinema do Vale do Ivinhema aprovado para receber recursos do FIC. Para o presidente da entidade, Ricardo Câmara, o governo do Estado está consolidando a cultura com os repasses aos agentes culturais. “A cultura chega antes que a ciência e desta forma vamos desenvolver nossas regiões. Investir em arte é colocar em nossas mãos o fazer de uma sociedade feliz, com isso construiremos uma sociedade de paz”, disse o presidente da fundação.

Nesta edição são 14 municípios contemplados de um total de 59 que somente este ano tiveram repasses do Fundo de Investimento Cultural. “Todos os municípios acabam sendo contemplados já que as obras passam pelas cidades e os projetos têm grande circulação”, explicou o presidente da Fundação de Cultura Américo Calheiros. 

Um dos municípios contemplados com recursos do FIC é Corguinho que terá a oportunidade de contar a história de seu povo, na produção Documentando Corguinho. “Nunca houve tanto investimento neste setor. O governo tem conseguido valorizar nossos artistas, resgatado nossa história e nossa cultura com estes recursos”, comentou o prefeito de Corguinho Dalton Lima.

Para a vice-governadora de Mato Grosso do Sul, Simone Tebet, investir em cultura é anseio da população. “Este investimento vai desde o patrimônio imaterial que leva a escrita a se transformar em literatura até as produções artísticas. É um recurso que começou pequeno e modesto, mas que dobrou e que não vai diminuir, pois aquilo que o povo conquista ninguém tira”, avaliou Simone.