Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 26 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Governador nega venda da Sanesul; admite que vai abrir a empresa para sócios

De acordo com o governador, o que existe é um estudo de capitalização da Sanesul através de venda de parte das ações da empresa, sem abrir mão da titularidade acionária

Com informações da assessoria Noticas MS

15 de Agosto de 2013 - 08:29

O governador André Puccinelli foi categórico ao negar que o governo do Estado não tem intenção de vender a Sanesul - Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul. “Nunca foi pensado em vender-se a Sanesul. Não existe projeto de venda de Sanesul, não foi mandado, nem seria, nem será mandado projeto de venda da empresa a Assembleia Legislativa”, confirmou Puccinelli em entrevista à imprensa durante inauguração do Instituto de Prevenção Antonio Morais dos Santos.

De acordo com o governador, o que existe é um estudo de capitalização da Sanesul através de venda de parte das ações da empresa, sem abrir mão da titularidade acionária. “Se isso for feito é aporte da capital, mas no momento está em estudo”, informou o governador sobre a intenção do Executivo Estadual.

“Nunca se pensou em vender Sanesul, nem emprestar Sanesul, nem locar Sanesul. Não tem nada também de privatização”, disse o governador ao reforçar que a ideia é capitalizar com aporte de capital de venda de partes das ações. “Nunca, volto a dizer, deixar de deter o controle acionário da empresa”, reafirmou Puccinelli.

Segundo o governador o capital seria aberto a qualquer sócio que queira aportar recursos. “Agora que ela está recuperada queremos apenas aportar, mas nunca majoritariamente. Agora que nos recuperamos a empresa, que passamos os dias difíceis, que a Sanesul é altamente viável não vamos abrir mão do controle acionário dela. A Sanesul é uma empresa de economia mista que possui conselho administrativo, conselho fiscal, portanto ela é plenamente autônoma”, finalizou André.