Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 8 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Governo adia para quarta-feira definição sobre conflito na área terena

Os dirigentes da Acrissul (Associação dos Criadores de MS) até a noite deste domingo desconheciam do adiamento da reunião

Flávio Paes/Região News

04 de Agosto de 2013 - 23:13

Cercado de muita expectativa e indefinição, o aguardado anúncio do Governo Federal sobre o conflito agrário envolvendo fazendeiros e índios terena no entorno da Reserva Buriti, foi adiado desta segunda-feira para quarta-feira, dia 07.

O compromisso inicial, selado com lideranças de indígenas e de fazendeiros pelo secretário geral da Presidência, Gilberto de Carvalho, era de até o dia 05 de agosto a força tarefa formada para resolver o impasse, tivesse definido o  valor das 30 propriedades reivindicadas pelos terenas como terra indígena.

O líder indígena Lindomar Ferreira, terena da Aldeia Cachoeira, de Miranda, recebeu um email da presidente da Funai, Maria Augusta Assirati, em que ela informou o adiamento da reunião com todos as partes interessadas (fazendeiros e índios), além de representantes do Governo Federal ,Conselho Nacional de Justiça, Tribunal de Justiça e do Estado.

Os dirigentes da Acrissul (Associação dos Criadores de MS) até a noite deste domingo desconheciam do adiamento da reunião. Nem o presidente Chico Maia, nem a advogada que também participa das reuniões, Luana Ruiz, receberam qualquer informação oficial.