Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 6 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Governo federal dá calote em cidades em estado de emergência, afirma Puccinelli

Campo Grande News

01 de Março de 2011 - 16:55

O governador André Puccinelli (PMDB) afirmou que ainda não recebeu nenhum recurso além dos repasses constitucionais do governo federal, e que isso tem dificultado o trabalho de recuperação de municípios em estado de emergência.

“Os municípios pediram o decreto de estado de emergência, nós homologamos e o Ministério das Cidades reconheceu, mas disseram que não poderiam pagar o valor total, somente parte dos recursos solicitados. Tem dez municípios pendurados”, reclamou o governador.

Puccinelli disse também que os municípios foram avaliados pelo sistema que confere se as prefeituras não estão inadimplentes, o Siconv (Sistema de Convênios) e viram que toda a documentação estava certa, mas ainda falta a liberação dos recursos.

“Isso que deixa agente magoado, o desastre do Rio de Janeiro foi maior? Foi. Pediram R$ 700 milhões, já mandaram R$ 100 milhões. Mandem então os R$ 50 milhões pedidos pelos municípios, não são pedidos meus. Eles só querem liberar cerca de R$ 10 milhões e ainda assim não vem o dinheiro”, comentou Puccinelli.

Entre os municípios com decreto de estado de emergência, o governador citou Três Lagoas, Anaurilândia, Bataiporã e Novo Horizonte do Sul, porém não soube responder quais eram os outros seis na mesma situação.

As declarações do governador André Puccinelli foram dadas durante o enterro da ex-deputada Celina Jallad na manhã desta terça-feira (1º).

De acordo com os dados do Ministério Fazenda até janeiro do presente ano, o Estado ainda não recebeu recursos do Ministério das Cidades para os municípios em Estado de emergência.