Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 13 de Agosto de 2022

Sidrolandia

Grupo com 20 integrantes faz mega roubo a empresa de valores

Segundo informações, a ação durou em torno de 25 minutos. A empresa não divulgou o quanto foi levado.

Correio do Estado

07 de Novembro de 2015 - 07:39

Uma quadrilha com pelo menos 20 integrantes assaltaram, durante a madrugada desta sexta-feira (6), a empresa de valores Prossegur, em Campinas. Os homens fecharam dois acessos  de entrada para o bairro, colocaram fogo em um caminhão, jogaram pregos na rua e atiraram contra motoristas.

Os bandidos ainda explodiram um muro da empresa e a sala onde era feita a separação do dinheiro. Segundo informações, a ação durou em torno de 25 minutos. A empresa não divulgou o quanto foi levado. 

Foram usados pelo menos cinco veículos  e o grupo estava armado com fuzis e metralhadoras, todos apareceram encapuzados, vestindo roupas pretas e coletes à prova de balas. O assalto começou por volta das 4h.

A Polícia Militar teve dificuldades para agir, não só por conta do armamento dos bandidos, como também porque o acesso para a empresa foi dificultado. Os suspeitos deixaram um caminhão atravessado na rodovia Santo Dumont, perto do acesso à rodovia dos Bandeirantes, para atrasar a chegada dos policiais. Outro caminhão foi usado para fechar via.

Em entrevista ao site Correio Popular, o tenente Paulo Pazotto, de Campinas, disse que os bandidos atiraram contra uma viatura que tentou se aproximar.

Apesar de nenhum segurança ter sido rendido, o grupo fortemente armado atirou contra a empresa e destruíram transformadores de luz para deixar o local no escuro.

“Como os acessos estavam fechados, os policiais tiveram que seguir a pé pela pista. O trabalho foi feito de uma maneira estratégica para não ferir nenhum motorista que passava pela via”, disse o tenente. Pazotto ao site de Campinas.

A Polícia Militar informou que a fuga aconteceu por meio de uma estrada que liga Campinas a Indaiatuba. Os criminosos chegaram a largar para trás várias notas no pátio, por conta da correria. Duas dinamites ainda foram deixadas na empresa e o esquadrão antibombas precisou ser acionado.  material para um local onde os policiais detonaram.

A Prossegur afirmou que nenhum funcionário foi ferido.