Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 22 de Julho de 2024

Sidrolandia

Guarda Municipal de Dourados terá que se explicar sobre o caos no trânsito

Midiamax

28 de Julho de 2010 - 14:22

O trânsito de Dourados, segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul em população e número de veículos nas ruas, vive um momento de verdadeiro caos. Nem mesmo as dezenas de lombadas eletrônicas implantadas nas últimas semanas têm contribuído para a redução do número de acidentes.

As calçadas foram invadidas pelos veículos e se transformaram em território de ninguém. A Guarda Municipal que deveria fiscalizar o trânsito está omissa e por causa disso os pedestres não tem mais lugar para passar.

Grande parte das lojas do centro da cidade baixou o meio-fio para facilitar o acesso dos carros às calçadas transformando-as em estacionamento privativo para seus clientes.

As concessionárias de veículos também estão desrespeitando o código de posturas. Numa concessionária localizada na Avenida Marcelino Pires, próximo a Câmara Municipal, os veículos expostos à venda estão em cima das calçadas.

Conforme denúncia do empresário Romem Barleta, “o caso mais grave pode ser observado na calçada de uma concessionária de veículos localizada na esquina da Avenida Marcelino Pires com a Rua Coronel Ponciano”.

“Neste local a empresa além de rebaixar o meio fio escreveu na parede da loja a frase “estacionamento para clientes” numa forma explicita de legitimação do uso do espaço de passeio público”, disse Barleta.

Nicanor Coelho

Guarda Municipal de Dourados terá que se explicar sobre o caos no trânsito

Esta empresa foi mais longe no desrespeito a legislação e destinou um espaço do “estacionamento particular” para uso de deficientes físicos. Barletta que é membro do OAD (Observatório Ambiental de Dourados) afirmou que a Guarda Municipal deve ser responsabilizada por não fiscalizar o transito da cidade. “Cuidar do trânsito é uma responsabilidade da Guarda”, disse o empresário.

Romem afirmou que o Observatório com o apoio de outras entidades representativas da sociedade já organizaram uma reunião no Ministério Público Estadual com a participação da Guarda Municipal e da Polícia Militar para uma conversa informal para discutir soluções para resolver os problemas do trânsito de Dourados.