Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 6 de Março de 2021

Sidrolandia

Há 18 anos, ônibus estaciona diariamente em frente de garagem de morador na Capital

Vizinhos do ponto final da linha 053 Arnaldo/Coophasul, eles assistem aos motoristas pararem bem em frente à garagem, desligarem o ônibus e descerem para descansar

MidiaMax

25 de Setembro de 2014 - 14:55

Desde que o locutor Valter Dias, de 57 anos, e sua esposa Noely, se mudaram para a Rua dos Servidores Públicos, no Arnaldo Estevão Figueiredo, em 1996, eles têm a garagem de sua casa “fechada” por ônibus coletivo pelo menos mais de 20 vezes, diariamente.

Vizinhos do ponto final da linha 053 Arnaldo/Coophasul, eles assistem aos motoristas pararem bem em frente à garagem, desligarem o ônibus e descerem para descansar, em tempo que varia de 5 a 10 minutos. “Pior é quando deixam o ônibus ligado, que além do barulho vem poluição”, conta Valter.

De acordo com o morador, são cinco carros que fazem a linha todo dia. “A gente só queria a garagem livre. Quando precisamos sair, temos que ir chamar o motorista e pedir para ele ir para frente com o ônibus, é complicado”, frisa o locutor.

O casal diz que tentou de tudo. “Já mandamos ofício para a Agetran. Eles mandaram fiscalização, mas dura 2, 3 dias, depois os motoristas voltam a estacionar lá”, relata Noely.

Resposta

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) declarou que foi feito acordo com a empresa para que os ônibus parem em frente ao comércio vizinho da casa de Valter, mas afirmou que enviará fiscais até o local.

A reportagem não conseguiu contatar a empresa responsável, a Viação São Francisco.