Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 24 de Janeiro de 2022

Sidrolandia

Idenor diz que desafio agora é preparar Câmara de Dourados para o futuro

Doura News

04 de Maio de 2011 - 16:32

O vereador Idenor Machado (DEM), presidente da Câmara de Dourados, disse hoje (4) que está preparando a estrutura administrativa e de funcionamento do Legislativo com os olhos voltados para o futuro. A realização de concurso público, o debate quanto ao número de cadeiras para as próximas eleições e a estrutura física para abrigar essa nova realidade são temas em pauta nesse sentido.

Idenor visitou o Douranews e defendeu a idéia de que, “passada toda essa fase de turbulências”, como definiu o período em que a Câmara teve que substituir nove dos 12 vereadores eleitos em 2008, agora os membros da Casa têm a responsabilidade de prestar os serviços que a população espera. A jornalista Érika Batista acompanhou o presidente.

O presidente da Câmara confirmou que já está preparando o concurso público, a ser aplicado pela equipe da Fapems, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, quando deverão ser abertas 50% das vagas hoje existentes para as pessoas que se inscreverem. A outra metade, segundo ele, continuará sendo de livre indicação entre os membros da Mesa diretora e o conjunto dos demais vereadores.

Vagas para 2012

Sobre a composição da Câmara para as eleições de 2012, Idenor diz que esse debate será aberto a partir do segundo semestre, quando os atuais vereadores retornarem do recesso legislativo. Atualmente, o Regimento Interno do Legislativo douradense diz que o número de vereadores deveria ser de 17 membros, porém com a normatização do STF (Supremo Tribunal Federal), foi reduzido para 12.

Há hoje, entre os atuais vereadores, quem defenda que o número de vagas deva ser ampliado até 21 e também existem defensores da tese de 19 vagas. “Particularmente, acho que 17 seria o número ideal”, opina Idenor Machado, que foi um dos cinco douradenses a encabeçar o movimento nacional, quando ainda era suplente, para que a Câmara de Dourados tivesse 17 representantes.