Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 28 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Índios guarani-ñhandeva tomam agência bancária em Iguatemi

Segundo os indígenas é comum beneficiários chegarem à agência bancária para sacar o beneficio e o banco informar que tal valor já foi sacado por outra pessoa.

A Gazeta News

13 de Agosto de 2013 - 08:00

Um grupo de indígenas guarani-ñhandeva, segundo as informações, oriundos da Aldeia Porto Lindo, no município de Japorã, tomaram por determinado tempo na manhã dessa segunda-feira, 12 de agosto, a agência do Banco Bradesco, em Iguatemi.

Pintados para guerra, armados com armas artesanais tipo “tacapes” e munidos de cartazes, os guaranis se aglomeraram na porta da agência bancária impedindo a entrada e saída de pessoas.

A manifestação, segundo os indígenas, era em relação ao recebimento de benefícios, entre eles, aposentadorias. Segundo os indígenas é comum beneficiários chegarem à agência bancária para sacar o beneficio e o banco informar que tal valor já foi sacado por outra pessoa.

Informações levantadas pela reportagem do A Gazetanews que também chegaram ao conhecimento da Polícia Militar local dão conta que parte dos indígenas compram fiado em estabelecimentos comerciais da cidade e, para garantir o pagamento, os comerciantes acabam retendo o cartão do índio.

De posse do cartão e inclusive da senha do “cliente”, o comerciante acaba efetuando saques para cobrir o suposto débito, prática comum utilizada pela maior parte dos estabelecimentos comerciais que atendem indígenas no Cone Sul do Estado, em Mato Grosso do Sul.

Segundo a Polícia Militar de Iguatemi, que acompanhou a manifestação, os indígenas também se deslocaram até a agência dos Correios do município, posteriormente teriam passado por órgão públicos e no início da tarde dessa segunda deixaram a cidade, voltando para a aldeia De acordo com a PM, durante a manifestação não houve informação de maiores problemas ou danos a patrimônios provocados pelos guarani-ñhandeva.