Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 25 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Índios prometem queimar tudo em fazenda contra reintegração de posse

O prazo já venceu e segundo a decisão do juiz Renato Toniasso, da 1ª Vara da Justiça Federal em Campo Grande, a força policial deverá retirar os indígenas da fazenda

Campo Grande News

02 de Julho de 2013 - 08:36

“Se for cumprida a reintegração de posse, nós vamos queimar tudo antes de sair”, o desabafo é do cacique Isaias Francisco, um dos mil índios, que ocupa desde o dia 30 de maio, a fazenda Esperança, em Aquidauana, distante 135 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o cacique, eles estão apreensivos e aguardando a chegada da Polícia no local. “Ninguém aqui está tranquilo. Se realmente for cumprida a reintegração nós vamos colocar fogo em trator, sede, vamos acabar com tudo”, afirma.

A assessoria de imprensa da Polícia Federal informou que a ordem judicial de reintegração de posse foi recebida na última sexta-feira (28) à noite. Ainda conforme o órgão, ainda não foi cumprido a ordem, porque a Polícia está em fase de planejamento.

O fazendeiro Nilton Carvalho da Silva Filho, dono da fazenda, entrou na Justiça Federal com ação de reintegração de posse uma semana após a invasão. No último dia 18 de junho, a Justiça deu prazo de 10 dias para a Funai (Fundação Nacional do Índio) retirar os índios da área.

O prazo já venceu e segundo a decisão do juiz Renato Toniasso, da 1ª Vara da Justiça Federal em Campo Grande, a força policial deverá retirar os indígenas da fazenda. “Estou na expectativa, também não sei o dia que vai ocorrer à reintegração, eles [a Polícia] só avisam no dia”, diz.