Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Jair Nascimento vai reivindicar do governador mais recursos e equipamentos para hospital

O presidente do hospital já reivindicou do prefeito Ari Basso que o hospital eleve o repasse da Prefeitura

Flávio Paes/Região News

18 de Julho de 2013 - 08:16

O empresário Jair Nascimento, presidente da entidade mantenedora do Hospital Dona Elmiria Silvério Barbosa de Sidrolândia, acompanhado do presidente da Câmara Municipal, Ilson Peres (PSDB), será recebido nos próximos dias pelo governador André Puccinelli, quando vai reivindicar o aumento do repasse feito pela Secretaria Estado de Saúde.

O atual repasse do Estado, R$ 50.428,57, está congelado há cinco anos, embora neste período o volume de atendimento tenha aumentado na mesma proporção do crescimento populacional. Em 90 dias de gestão da atual diretoria, foram registrados 6.651 atendimentos no hospital, 760 internações, 144 partos.

  O hospital tem hoje uma receita bruta de R$ 333 mil, incluindo os convênios (Cassems, Unimed), valor que inclui o pagamento dos médicos. Deste total, R$ 243,8 mil, são recursos públicos, R$ 101,2 mil do Ministério da Saúde; R$ 50,4 mil do Estado; R$ 92.075,00, da Prefeitura de Sidrolândia.  Só a folha de pagamento dos médicos e funcionários, soma R$ 153 mil, sem considerar indenização de férias e o 13º. “Conseguimos enxugar a folha em R$ 12 mil, com a dispensa de alguns funcionários”, explica Jair Nascimento.

O presidente do hospital já reivindicou do prefeito Ari Basso que a prefeitura eleve o repasse para o hospital . “O prefeito  reconheceu a necessidade de mais recursos, mas nos pediu paciência, compreensão diante das dificuldades enfrentadas pelo município, agravada pela queda do Fundo de Participação dos Municípios”, revela Nascimento.

O empresário aproveitará a audiência com o governador  para solicitar a entrega de raio-x e de um aparelho de ultrassonografia  que o governador se comprometeu destinar ao hospital em fevereiro, quando Peres exerceu interinamente a prefeitura.  Está em seus planos buscar apoio dos produtores e empresários da cidade, com a realização de um leilão de gado  (nos moldes do promovido em prol da APAE) para levar recursos que viabilizem algumas obras de reforma do hospital, como a pintura do prédio.