Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 23 de Novembro de 2020

Sidrolandia

JBS é condenada em R$ 300 mil por servir comida estragada a funcionários

Grupo JBS deve pagar uma indenização de R$ 300 mil por danos morais após servir comida contaminada com larvas de moscas a funcionários

Folha

09 de Agosto de 2014 - 07:33

O Grupo JBS, maior processador de carnes do mundo, foi condenado em segunda instância a pagar uma indenização de R$ 300 mil por danos morais, após ser acusado pelo Ministério Público do Trabalho de Mato Grosso de servir comida contaminada com larvas de moscas a funcionários.

O caso ocorreu em 2012, em um frigorífico da empresa na cidade de Juína (MT).

Além de servir comida estragada, a empresa também foi acusada de colocar a saúde dos trabalhadores em risco ao não controlar vazamentos de gás de amônia, que é tóxico, nas câmaras de refrigeração da unidade.

A Procuradoria pedia indenização de R$ 2,3 milhões, valor que foi acatado pelo juiz de primeira instância. A empresa recorreu ao Tribunal Regional do Trabalho em Mato Grosso, que reduziu a pena a R$ 300 mil. Por meio de sua assessoria de imprensa, a JBS afirmou que não comenta processos em andamento.

Tanto a empresa quanto o Ministério Público ainda podem recorrer da decisão.