Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 22 de Janeiro de 2021

Sidrolandia

John Deere apresenta na Expo Sidrolândia tratores e máquinas agrícolas de última geração

Um dos destaques é a linha de grandes tratores que usa a tecnologia Intec-Pro. Este equipamento que custa R$ 850 mil, importado dos Estados Unidos.

Flávio Paes/Região News

06 de Setembro de 2014 - 20:35

Durante a 16ª Exposição Agropecuária de Sidrolândia, que termina neste domingo, os produtores rurais estão tendo oportunidade de conhecer de perto tratores e colheitadeiras  de última geração, fabricados pela John Deere que tem uma revendedora autorizada na cidade. 

Um dos destaques  é a linha de grandes tratores que usa a tecnologia Intec-Pro. Este equipamento que custa R$ 850 mil, importado dos Estados Unidos,  além do motor de alta potência (460 cavalos, quando outros modelos têm entre 180 e 225 CV), tem como recursos diferenciais,  comodidades como o piloto automático, gerenciamento de cabeceira , troca de marcha automática.

Equipados com GPS, computador de bordo, o trator oferecer a ferramenta para monitorização das horas de funcionamento das máquinas, planejamento da manutenção. Utilizando a infraestrutura do JDLink, o Acesso remoto ao monitor John Deere permite aos proprietários e concessionários prestar assistência remota aos operadores na configuração e manipulação da maquinaria – como se estivessem fisicamente presentes na cabina. Isto significa: Um serviço mais rápido, maior disponibilidade da maquinaria.

Outro equipamento que atraiu a atenção dos produtores que visitaram  a Expo Sidrolândia é a colheitadeira  da linha S-670. Tem cabine com novo desenho, mais espaço interno, itens de conforto – como frigobar – e ampla visão das laterais e plataforma. Junto ao monitor de controle CommandCenter, pode ser acionada a tecnologia HaverstSmart, que diminui a perda de grãos e regula automaticamente a velocidade de operação, resultando em máxima produtividade.

Outro diferencial importante oferecido em toda a Série S é o Sistema Interativo de Ajuste, equipamento que oferece sugestões para diminuir a perda, aumentar a qualidade do grão ou alterar a condição de palha. Todas essas adequações podem ser feitas de maneira automática ao aceitar as recomendações da máquina.

Segundo Rodrigo Junqueira, diretor de Vendas da John Deere Brasil, a nova Série S de colheitadeiras é fruto de um projeto global da companhia. “A tecnologia da nova linha permite a utilização do equipamento em inúmeros tipos de cultura, em todas as regiões do país”, afirma. “Com a Série S, o produtor consegue colher até 390 hectares ao ano, o que representa uma rentabilidade 28% maior.”

Os modelos ainda contam com transmissão automática ProDrive, que não necessita troca de marchas com velocidade máxima até 40km/h, sistema de limpeza DF3, que retira a película do grão e diminui a entrada de detritos, e a nova plataforma de corte Hydraflex Draper de 30 pés, que aumenta a família já existente de 35 e 40 pés, permitindo um melhor desempenho em terrenos irregulares e com extensões diversas.  A colheitadeira saem por R$ 1,1 milhão, valor que pode ser financiado pelo Banco do Brasil e o Banco John Deere.