Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Jovem pretende entrar com ação contra eleitos na Mesa Diretora da Câmara

MS ja

12 de Fevereiro de 2011 - 11:19

A expectativa de eleger Idenor Machado para presidência da Câmara se confirmou na noite desta sexta-feira em Dourados. Ele, juntamente com o vice eleito, Gino Ferreira, e Dirceu Longhi, como primeiro secretário, compõe a nova mesa diretora da Casa de Leis.

Enquanto os vereadores discursavam e alguns comemoravam o fato, o bacharel em Direito, Daniel Ribas da Cunha, avaliou a eleição e disse que pretende entrar com uma Ação Popular contra o vice e o primeiro secretário, já que eles tiveram participação na Operação Uragano, desencadeada pela Polícia Federal.

Dirceu e Gino chegaram a ser indiciados e até ouvidos na Polícia Federal, mas, ao contrário de outros nove colegas não ficaram presos. Segundo Ribas, as coisas só acontecem em favor da população quando tem câmeras espalhadas. “Não tem Passaia aqui para filmar aqui, né?”, declarou ele ao Jornal MS JÁ.

100%

Com ou sem eleição, o prefeito Murilo Zauith já tinha 100% de apoio na Casa, já que os 12 vereadores da cidade pertencem a partidos que se coligaram com o democrata. O único que votou em branco foi o vereador Elias Ishy, pois mesmo do PT, enfrentou o partido que se aliou com DEM para eleger Zauith. O único voto dele foi para Longhi, como primeiro secretário.

Além dos já citados, participaram da sessão Marcelo Mourão, Walter Ribeiro Hora e Pedro Pepa. Já Juarez Amigo do Esporte, Cemar Arnal, Albino Mendes e Cido Medeiros não comparecerem. Apenas o último justificou a ausência. Ele é membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia, que “guarda o sábado, e não pode realizar atividades após o por do sol de sexta-feira.

Os eleitos agora deverão governar no biênio 2011/2012. A posse do presidente e do prefeito eleito será realizada na mesma data, dia 23 de fevereiro.