Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 18 de Maio de 2021

Sidrolandia

Justiça decreta prisão preventiva de terceiro envolvido na morte de fretista em Maracaju

O jovem é apontado pela polícia como mandante do roubo de caminhão que não deu certo porque o motorista Francisco Pereira do Nascimento, 68 anos, reagiu e foi morto na BR-267.

Flávio Paes/Região News

25 de Janeiro de 2017 - 14:33

O assassinato do caminhoneiro Francisco Pereira do Nascimento, morto domingo à tarde em Maracaju, contou com a participação de uma terceira pessoa, João Heleno Bezerra de Souza Neto, 18 anos, preso ontem pela Polícia em cumprimento a mandado de prisão preventiva decretada pela Justiça.

O jovem é apontado pela polícia como mandante do roubo de caminhão que não deu certo porque o motorista Francisco Pereira do Nascimento, 68 anos, reagiu e foi morto na BR-267, entrada de Maracaju.  Orientados por João Heleno, dois comparsas forjaram interesse em frete para atrair a vítima. As informações foram divulgadas pelo portal Maracaju Speed.

João Heleno foi encontrado por policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG), na casa onde morava na Rua Osvaldo Cardoso, no Bairro Paraguai. Conforme as investigações, João Heleno planejou o roubo do caminhão e, por telefone, contratou Francisco para falso frete.

Revólver calibre .32 e simulacro de pistola foram entregues para André Lucas de Souza e Edson Junior Milan Carneiro, ambos de 19 anos, executarem o roubo. Porém, o caminhoneiro reagiu e acabou assassinado com tiro no ombro e braço direito.

Os assaltantes desceram do caminhão e se esconderam em um matagal até a chegada de João Heleno que foi buscá-los de táxi. No local usado, inicialmente, de esconderijo, foram deixadas as armas.

Na segunda-feira (23), o revólver e a imitação de pistola foram encontrados por policiais. André e Edson acabaram detidos quando foram procurar pelas armas. Eles confessaram que assassinaram o motorista porque ele reagiu.

A dupla apontou João Heleno como o mandante do roubo. Na casa do criminoso, policiais apreenderam 35 papelotes de pasta base de cocaína e porções de maconha. Além do latrocínio (roubo seguido de morte), o jovem responderá por tráfico de drogas.