Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Longen autoriza construção de biblioteca do Sesi em Nioaque

Já o prefeito Gerson Garcia destacou que a biblioteca de Nioaque será uma ferramenta importantíssima na promoção do desenvolvimento cultural, social e econômico do município

Daniel Pedra/Assessoria

18 de Setembro de 2013 - 16:23

Com a presença de diversas autoridades, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, assinou, nesta quarta-feira (18/09), na Prefeitura Municipal de Nioaque, a ordem de serviço para o início da construção da 36ª Biblioteca da Indústria do Conhecimento do Sesi em Mato Grosso do Sul e recebeu oficialmente do prefeito Gerson Garcia a escritura de doação de terreno de 1.335 m² localizado na Avenida Visconde de Taunay esquina com a Rua 1º de Março, ao lado do Terminal Rodoviário, no centro da cidade.

Segundo Sérgio Longen, o município passa a ser o 32º do Estado a contar com uma unidade do Programa, que já beneficia Campo Grande (3), Três Lagoas (2), Dourados (2), Corumbá, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia, Aquidauana, Ponta Porã, Ribas do Rio Pardo, Rio Verde, Naviraí, Nova Andradina, Costa Rica, Iguatemi, Bataguassu, Rio Brilhante, Maracaju, Inocência, Paranaíba, Chapadão do Sul, Amambai, Sete Quedas, Aral Moreira, Aparecida do Taboado, Água Clara, Terenos, Cassilândia, Porto Murtinho, Coxim, Caracol e Brasilândia.

“Nós entendemos que o desenvolvimento dos municípios se faz com ações e não com palavras. Por isso, estamos implantando o PDR (Programa de Desenvolvimento Regional) no Estado para contribuir com o avanço industrial sul-mato-grossense e, mais do que nunca, precisamos da parceria com os prefeitos e vereadores”, declarou o presidente da Fiems, anunciando para dezembro a inauguração da biblioteca e para os próximos dias a chegada de duas salas de aula móveis do Programa Senai Educa.

Já o prefeito Gerson Garcia destacou que a biblioteca de Nioaque será uma ferramenta importantíssima na promoção do desenvolvimento cultural, social e econômico do município. “Será uma forma de incentivar e motivar as pessoas para a buscarem conhecimento e aprimoramento. Além disso, será a primeira biblioteca de Nioaque, contendo toda infraestrutura necessária para esta finalidade e com localização estratégica”, pontuou, completando que uma das maiores dificuldades da cidade é a falta de mão de obra qualificada. “Com o oferecimento de cursos profissionalizantes, poderemos capacitar a comunidade nioaquense e, principalmente, preparar nossos jovens para o mercado de trabalho”, concluiu.

O 1º secretário da Câmara de Vereadores de Nioaque, Antônio Aparecido, reforçou a importância da biblioteca para a população do município. “Por isso, aprovamos com celeridade a doação do terreno para a construção dessa unidade”, recordou. O superintendente do Sebrae/MS, Cláudio Mendonça, completou que a biblioteca era um desejo antigo dos moradores nioaquenses. “Infelizmente, apenas agora foi possível ao Sistema Fiems autorizar a construção dessa unidade”, disse.

A unidade

A Biblioteca da Indústria do Conhecimento em Nioaque já será construída com uma sala de 30 metros quadrados para oferecer os cursos de EaD (Educação a Distância) do Senai e os de Educação Continuada do Sesi, bem como um estacionamento para as unidades móveis das duas entidades. Além disso, a exemplo das outras unidades, ela terá acervo de mais de mil livros de diferentes níveis, dezenas de CDs e DVDs, dez computadores com acesso à Internet, ainda disponibilizando a "Hora do Conto", quando os monitores ou professores usam livros fantoches, dedoches e fantasias para contar histórias para os usuários das escolas que visitam as unidades.

As bibliotecas também dispõem de "Hemeroteca", onde ficam as coleções de jornais, revistas, periódicos e recortes de textos veiculados em diversos tipos de mídia, da "Cinemateca", com vídeos educativos, documentários e de lazer, e espaço para a pesquisa escolar, com acervo composto de obras nas diversas áreas do conhecimento, contemplando diferentes gêneros da literatura. Os usuários também podem levar os livros para casa, pois as bibliotecas oferecem condições para empréstimos dos exemplares, sendo possível o empréstimo pelo prazo de sete dias corridos.

O coordenador de engenharia do Sistema Fiems, Julio Da Cas Netto, acrescenta que a área total do terreno é de 1.335 m², enquanto a área construída chega a 114,75 m². O superintendente do Sesi, Michael Gorski, destacou que a construção da biblioteca em Coxim significa a democratização do conhecimento. "Essa unidade da Indústria do Conhecimento terá uma área maior, justamente por conta do espaço para os treinamentos e oferecimento dos cursos da modalidade de EaD do Sesi e do Senai", completou.