Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 18 de Julho de 2024

Sidrolandia

Lula admite interferir por sede de São Paulo na Copa de 2014

Presidente da República afirmou que pretende entrar na conversa para garantir que São Paulo seja uma das sedes da Copa e critica demora do Estado em solucionar o impasse

Abril

19 de Julho de 2010 - 16:00

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, declarou que pode interferir nos debates para ajudar a sede de São Paulo, que ainda vive indefinição na Copa do Mundo de 2014. Com o veto ao Morumbi, a capital paulista não tem estádio disponível para o evento.

"Não consigo imaginar uma Copa no Brasil sem que
São Paulo esteja presente. Estou disposto a entrar nessa conversa", afirmou Lula, que também criticou a demora do governo estadual para se encontrar as soluções. 


"O governador já devia ter chamado para uma conversa porque o tempo urge”, disse Lula durante a assinatura da medida provisória (MP) que aumenta o limite de endividamento das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014.

O objetivo da sede de
São Paulo é abrigar a abertura do Mundial, mas o Morumbi, que havia sido o estádio escolhido, foi vetado pela Fifa e pela CBF. Com isso, a cidade está em busca de alternativas.

Entre as possibilidades, foi cogitada a construção de um estádio no bairro de Pirituba. A Arena Palestra e o novo estádio a ser erguido pelo
Corinthians também estariam no páreo.

O Comitê Paulista, que cuida da sede de
São Paulo, contudo, ainda se esforça para recolocar o Morumbi no mapa dos estádios que receberão os jogos do Mundial. A ideia do comitê é convencer CBF e Fifa, em uma reunião, de que o estádio do São Paulo tem condições de abrigar a abertura da Copa.