Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Janeiro de 2021

Sidrolandia

Mais de 3,9 milhões de estudantes já acessaram nota do Enem

Mais de 2,2 milhões de pessoas checaram suas notas no primeiro dia no site do Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

UOL

02 de Janeiro de 2013 - 14:53

Após instabilidades causadas pelo grande número de acessos no primeiro dia de consultas, mais de 3,9 milhões de estudantes já acessaram as notas no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), segundo informações do MEC (Ministério da Educação). Cerca de 4,1 milhões de alunos realizaram o Enem em 2012.

Resultado parcial

A consulta ao resultado da prova, utilizada como critério de seleção em diversas faculdades públicas e privadas, foi aberta na última sexta-feira (28), e chegou a ficar suspensa por meia hora, devido a um ataque de hackers, segundo o UOL apurou.

Mais de 2,2 milhões de pessoas checaram suas notas no primeiro dia no site do Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

No entanto, usuários seguem relatando dificuldades para realizar a consulta. Desde segunda-feira (31), uma enquete do UOL Educação questiona se os estudantes conseguiram ou não acessar o resultado. Até as 13h04 desta quarta (2), 2.195 pessoas haviam respondido, sendo que 55,3% diziam não ter tido sucesso.

Procurado, o MEC negou que haja instabilidade na consulta e afirmou que o nível de acessos tem diminuído desde o fim de semana. Para acessar os resultados, o estudante precisa informar seu CPF e a senha cadastrada durante o período de inscrição. Caso o participante tenha perdido a senha é possível recuperá-la no sistema.

A recomendação é que os candidatos que tenham dificuldade para recuperar a senha de acesso, façam a solicitação e aguardem a chegada da nova senha no e-mail informado no ato da inscrição, para então tentar um novo acesso.

O boletim apresenta o desempenho do candidato nas quatro provas objetivas (linguagens, matemática, ciências humanas e da natureza), além da nota de redação.

Ataque

A invasão que sobrecarregou o site do Inep ocorreu por volta das 13h da última sexta-feira. O pico até 11h da manhã tinha sido 370 mil acessos simultâneos por minuto. Durante a invasão, o site chegou a receber em torno de cinco milhões de solicitações por minuto. Por motivos de segurança, a Diretoria de Tecnologia de Informação do Inep, responsável pelo sistema, optou por retirar o site do ar e tomar medidas de contenção.