Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 6 de Julho de 2022

Sidrolandia

Mais de 500 audiências devem acontecer durante semana de conciliação

As audiências em processos da Justiça Federal e do Juizado Especial Federal têm a finalidade de resolver de forma pacífica ações judiciais e conflitos pré-processuais.

Correio do Estado

23 de Novembro de 2015 - 11:00

A 10ª edição da Semana Nacional da Conciliação promovida pelos tribunais brasileiros em parceria com o Conselho Nacional da Justiça (CNJ), começa nesta segunda-feira (23), no Núcleo de Práticas Jurídicas (Prajur) da Uniderp. A ação inicia com mais de 500 audiências agendadas.

As audiências em processos da Justiça Federal e do Juizado Especial Federal têm a finalidade de resolver de forma pacífica ações judiciais e conflitos pré-processuais. A Central de Conciliação (Cecon), está instalada na Universidade e os atendimentos acontecem das 9h às 18h e seguem até sexta-feira.

Estão agendadas 533 audiências, motivadas por causas como danos morais contra a Caixa Econômica Federal, renegociação e revisão de prestações do Sistema Financeiro da Habitação (SFH), inadimplência de serviços financeiros (empréstimos consignados e cartão de crédito) e outras pendências financeiras demandadas por conselhos profissionais ou relacionadas ao Programa de Arrendamento Residencial da Caixa.

A conciliação possibilita que as partes entrem em acordo por meio do diálogo, o que reduz o número de processos judiciais. Até outubro deste ano foram realizadas 389 tentativas de conciliação pela Justiça Federal de Campo Grande.

A audiência é feita com a presença de um conciliador, certificado pelo CNJ, e o resultado homologado pelo Juiz Federal, coordenador da Cecon.

COMO PARTICIPAR 

O cidadão ou a instituição que tenha interesse em incluir seu processo na Semana Nacional de Conciliação deve procurar o tribunal em que o caso tramita, a fim de verificar se existe a possibilidade de pôr a causa na pauta.

Em caso afirmativo, o próximo passo é enviar uma mensagem para o correio eletrônico conciliar@trf3.jus.br, informando o número do processo, o nome da parte, o CPF, o número do contrato e o telefone. A Justiça Federal entrará em contato com as autarquias e entes federais.

Na hipótese de não ser possível tratar do assunto na Semana Nacional, o respectivo processo eventualmente será adicionado ao Programa de Conciliação, já que se trata de um trabalho contínuo ao longo de todo o ano.