Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Mais de 800 produtores rurais vão a Brasília para pedir reforma do Código Florestal

Na bagagem, faixas de apoio, bandeiras e o discurso unificado de que é preciso modernizar a legislação ambiental

Midiamax

05 de Abril de 2011 - 09:00

Uma caravana de 17 ônibus e 800 produtores rurais de Mato Grosso do Sul chegou a Brasília na manhã desta terça-feira (5) para defender e pedir a atualização do Código Florestal. Mais de 20 mil pessoas, vindas de todo o país, são esperadas no evento.

Na bagagem, faixas de apoio, bandeiras e o discurso unificado de que é preciso modernizar a legislação ambiental. A Federação de Agricultura e Pecuária (Famasul) organizou a caravana do Estado.

A programação na Capital federal foi aberta com uma missa campal, e em seguida houve o tradicional toque de berrante. Ainda nesta manhã, a presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), senadora Kátia Abreu (DEM-TO), deve se encontrar com as comitivas.

À tarde, após o almoço, produtores rurais darão um abraço simbólico no Congresso Nacional, e em seguida visitam os gabinetes dos deputados federais.

Hoje na Câmara Federal será realizada audiência pública para discutir o projeto do novo Código Florestal (PL 1876/99 e outros). Serão dados esclarecimentos sobre as propostas de anistia de multas e demais sanções pelo desmatamento ilegal realizado por pequenos proprietários rurais.

Para o presidente do Sindicato Rural de Almas (TO), Paulo Carneiro, essa é a única forma de legalizar a atividade agropecuária e dar a segurança jurídica necesária para aumentar a produção de alimentos, com preços acessíveis à população, sem deixar de lado a preservação ambiental.

“O produtor rural é o que mais preserva o meio ambiente. A poluição e a degradação do meio ambiente está nas grandes metrópoles e é feita por outros setores. Ninguém vai pôr a culpa no produtor rural”, afirma.