Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 29 de Janeiro de 2022

Sidrolandia

Mato Grosso do Sul já atingiu 71,01% de cobertura vacinal contra gripe

Governo do Estado de MS

20 de Maio de 2011 - 10:40

Em Mato Grosso do Sul, a campanha de vacinação contra a gripe continua para os municípios que não atingiram suas metas de cobertura vacinal.

De acordo com o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização até ontem de manhã (19), foram vacinadas no Estado, um total de 299.602 pessoas.

A meta da Secretaria Estadual de Saúde (SES) é imunizar 421.902 pessoas, o que corresponde à cobertura vacinal de 71,01%.

Os números parciais no Brasil até agora é de 68.11% de cobertura sendo 20.384.645 pessoas imunizadas de uma meta total de 29.929.052.

Os grupos prioritários são as gestantes; crianças de seis meses a menores de 12 anos; Trabalhadores de saúde; Indígenas e Idosos.

Conforme o último balanço, as gestantes continuam com cobertura vacinal baixa. A orientação da SES é que elas procurem os postos de saúde para vacinar.

A cobertura até agora é de 40.66% - sendo 16.376 mulheres imunizadas de uma meta total de 40.276 gestantes.

A “gripe suína”, causada pelo vírus influenza A/H1N1, já demonstrou provocar mais complicações e mortes entre as gestantes.

Já o grupo prioritário dos trabalhadores de saúde aparece com maior número de cobertura vacinal – 99,21% - o que representa 28.029 imunizados de uma meta de 28.252 pessoas.

No grupo dos indígenas, do total de 68.883 já foram imunizados 45.776 índios perfazendo cobertura de 66.45%.

Em relação aos idosos, 165.917 pessoas já receberam a vacina de uma meta de 222.650, numa cobertura de 74.52%.

O apoio do governo do Estado continua com a manutenção das visitas das equipes da saúde e dos cuidados para manter as boas condições dos insumos como as vacinas, seringas e agulhas.

Vacina

A vacina protege contra os três principais vírus que circularam no hemisfério Sul em 2010, entre eles o da influenza A (H1N1).

De acordo com o Ministério da Saúde, as únicas contraindicações são para pessoas com alergia severa à proteína do ovo ou a doses anteriores da vacina contra a gripe. Essas pessoas não devem se vacinar.

Para pessoas que apresentam doenças agudas febris moderadas ou graves no momento da vacinação, recomenda-se que a vacinação seja adiada até a resolução do quadro.

Uma doença febril e aguda não representa uma contraindicação, mas é recomendável o adiamento para evitar que as manifestações clínicas da doença sejam, de maneira equivocada, associadas à vacina, como um possível efeito adverso. Na dúvida, um médico deve ser consultado.

Outra forma de prevenir a gripe é manter hábitos simples de higiene, como lavar as mãos com frequência, cobrir nariz e boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar e não compartilhar alimentos e objetos de uso pessoal se estiver com sintomas de gripe – febre, tosse, coriza, dor de cabeça e dor no corpo (músculos e articulações)