Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 22 de Setembro de 2021

Sidrolandia

Menino que sofre de ‘fogo selvagem’ recebe alta e família ganha casa no Brasil

O Lar Cristo Redentor também irá tentar junto à Polícia Federal a regularização da família para ficar no Brasil, ao menos durante o tratamento prolongado do menino.

Midiamax

11 de Setembro de 2013 - 16:42

O garoto Serginho, de quatro anos, portador da doença pênfigo foliáceo – chamada popularmente de fogo selvagem - recebeu alta ontem (10) do Hospital de Coronel Sapucaia, onde ficou internado por cinco dias.

Serginho passa bem e agora permanece em um hotel da cidade com a família, cedido gratuitamente pelo dono do local. Segundo o vendedor e diretor-presidente do Lar Cristo Redentor (que acompanha a família desde o início), Aristides Montania, a família já ganhou até casa para mudar e deve se mudar amanhã (12).

“Cidadãos de várias cidades juntaram dinheiro e doaram a casa. Agora ainda precisam de doações de móveis e do que puderem dar, porque ele ainda vai ter que fazer um tratamento de seis meses para amenizar a doença”, afirmou Aristides.

O caso ficou amplamente conhecido após o Midiamax reproduzir suas fotos com as feridas infeccionadas por todo o corpo. Ele foi encontrado desnutrido, morando em condições precárias com a família do lado paraguaio da fronteira.

O secretário municipal de saúde de Coronel Sapucaia, Leonor de Jesus Ximenes, deu carta branca para que ele fosse tratado no Brasil após a divulgação do caso, que também repercutiu nas redes sociais.

“Se o acompanhamento dele nos próximos meses, que será em Dourados, não for tão eficaz, vamos tentar levá-lo para o Hospital do Pênfigo em Campo Grande, que é referência no tratamento da doença”, explicou Aristides.

O Lar Cristo Redentor também irá tentar junto à Polícia Federal a regularização da família para ficar no Brasil, ao menos durante o tratamento prolongado do menino. Para quem deseja fazer doações à família entre em contato com o Aristides Montania, nos seguintes números: (67) 99529070 / 99494019.