Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 24 de Julho de 2024

Sidrolandia

Mesmo com atraso nos repasses, Prefeitura já concluiu 54% de asfalto no São Bento

Flávio Paes/Região News

17 de Setembro de 2012 - 08:22

Apesar da demora na liberação da verba viabilizada junto aos Ministérios das Cidades e da Integração Nacional, a Prefeitura conseguiu finalizar 54% das obras de pavimentação que desde o ano passado estão sendo executadas em duas regiões do Bairro Bento. Até agora, de pouco mais de 1,4 quilômetro (1.482 metros lineares) de asfalto programado, estão prontos 694,28 metros, embora só 23% dos recursos para o pagamento das empreiteiras tenham sido repassados.

De R$ 941.848,76 programdos , só foram recebidos R$ 225.489,75. Na região do Jardim Pindorama, mais de 87% da obra planejada está pronta. Nesta frente está previsto o investimento de R$ 449.412,48 para pavimentação de 354,7 metros de asfalto. Estão prontos 309 metros, ao custo de R$ 392.332,18, embora a empreiteira só tenha recebido 21,74% do valor do contrato, o equivalente a R$ 97.733,47. Falta executar os serviços de guias de sarjeta e sinalização.

Um dos trechos que está concluído é a pavimentação de uma quadra da Rua Leôncio de Souza Brito, no Pindorama, onde dia 19 de agosto do ano passado uma retroescavadeira tombou, quebrando a rede de água, além de deixar o trecho interditado. Nesta frente de obras serão atendidas trechos das ruas Prudente de Moraes, Pedro Celestino, Cezar Neto de Menezes, Osvaldo Pereira de Brito.

A chegada do asfalto é comemorada pelos moradores que por muito conviveram com a poeira e o barro no período de chuva, quando era comum a rua ficar interditada em função do lamaçal. “Melhorou bastante. Ano passado nós sofremos muito na época da chuva”, lembra Aparecido Silva que mora em frente ao local onde em 2011 uma retroescaveira tombou, abrindo uma cratera na Rua Leôncio Brito.

Na outra frente de pavimentação do São Bento, a partir da Rua Lauro Muller, a Prefeitura já executou 46,97% do asfalto previsto, embora só 23,37% dos recursos tenham sido liberados. Nesta região será executado ao custo de R$ 547.047,05(recursos do Ministério da Integração Nacional), 1,1 quilômetro de asfalto.

Estão prontos 697 metros lineares de pavimentação, que corresponde a R$ 257.047,05, mas a empreiteira só recebeu 23,34%, ou seja, R$ 127.756,28 do valor total do contrato. O projeto abrange as ruas Lauro Muller, Aviação, General Malan, Thomas Cáceres, Oscar Pereira de Brito, Cassiano de Souza, Evaristo Roberto Ferreira, Leôncio de Souza Brito, Tomas da Silva Franca e Rui Barbosa.