Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Ministério libera R$ 16,5 mi para construir pontes danificadas pelas chuvas

Entre as estruturas danificadas, há pontes de pequena extensão, como 10 metros, até grandes travessias, como a ponte de 108 metros sobre o Rio Pardo

Noticias MS

06 de Maio de 2011 - 07:53

O Ministério da Integração Nacional (MI) emitiu ontem à tarde (05) uma ordem bancária  [repasse de recursos] com a liberação de R$ 16,5 milhões para o Governo de Mato Grosso do Sul investir nas ações de recuperação, reconstrução e restabelecimento de infraestrutura atingida pelas chuvas. O recurso é parte dos R$ 30 milhões obtidos pelo governador André Puccinelli e já empenhados para o Estado reconstruir em concreto as pontes de madeira que foram danificadas ou destruídas pelas últimas enchentes.

De acordo com o secretário de Obras Públicas, Wilson Cabral os projetos executivos já estão sendo finalizados para serem colocados em prática e estes primeiros recursos devem ser priorizados para a construção de pontes que foram destruídas. “A previsão é de iniciar estas obras já este mês e vamos reconstruir as pontes que caíram e priorizar também aquelas que estão oferecendo risco para a população”, informou.

Conforme Wilson Cabral seis pontes foram destruídas causando o isolamento de comunidades: a ponte sobre o rio Aquidauana no km 0,5 da MS-450, próximo ao Distrito de Piraputanga; a ponte sobre o rio Barreiro, no km 7, da MS-483, na região de Paranaíba; a ponte sobre o rio Coxim, no km 98,6 da MS-142 em Coxim; a ponte sobre o córrego Alegria, no km 21 da MS-423, também no  município de Coxim, além de duas pontes sobre o rio Anhanduí na MS-340 e MS-134.

Recursos

A aprovação dos recursos foi uma resposta ao pedido de André de cerca de R$ 35,5 milhões para refazer mais de três dezenas de pontes que sofreram estragos total ou parcial em função de enxurradas e inundações causadas pelas chuvas. O governo do Estado vai reconstruir aproximadamente 1.700 metros/> de pontes nas estradas estaduais por meio do projeto “Resposta aos Desastres e Reconstrução”, implantando estrutura de concreto em substituição a pontes de madeira. 

No plano de trabalho enviado ao MI, o governo do Estado demonstrou que o excessivo período de chuva provocou danos e destruição de diversas pontes e rodovias estaduais vitais ao trânsito de pessoas e veículos, prejudicando, inclusive, o escoamento da produção agropecuária, e provocando isolamento de áreas.

Técnicos das unidades regionais da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos fizeram um levantamento detalhado que identificou estragos ou destruição total de 37 pontes. Para fazer a reconstrução e implantar estruturas de concreto totalizando 1.714 metros/> de novas travessias, o Estado calculou necessidade de investir R$ 35,5 milhões, e obteve aval do Ministério para repasse R$ 30 milhões.

Entre as estruturas danificadas, há pontes de pequena extensão, como 10 metros/>, até grandes travessias, como a ponte de 108 metros/> sobre o Rio Pardo. Confira a relação de pontes de madeira danificadas e que serão reconstruídas.

            Localização

Extensão

(m)

Região

MS-380 – Ponte sobre o Rio São João – km 22

60,00

Ponta Porã

MS-340 – Ponte sobre o Córrego São João – km 9,2

40,00

Rochedo/Bandeirante

MS-244 – Ponte sobre o Córrego Baixada – km 18,9

30,00

Rochedo

MS-355 – Ponte sobre o Córrego Pulador – km 19

24,00

Terenos

MS-355 – Ponte sobre o Córrego Desengano – km 30

20,00

Dois Irmãos do Buriti

MS-450 – Ponte sobre o Córrego Vermelho – km 7,5

24,00

Dois Irmãos/Aquidauana

MS-316 – Ponte sobre o Córrego Saltinho – km 9,8

10,00

Costa Rica

MS-434 – Ponte sobre o Córrego Veludo – km 21

24,00

Paranaíba

MS-434 – Ponte sobre o Rio Barreiros – km 3,5

30,00

Paranaíba

MS-310 – Ponte sobre o Córrego Bebedouro – km 20,5

32,00

Paranaíba

MS-382 – Ponte sobre o Rio Santo Antonio – km 101

72,00

Guia Lopes da Laguna

MS-382 – Ponte sobre o Córrego das Antas – km 237,5

32,00

Porto Murtinho

MS-382 – Ponte sobre o Córrego Caititu – km 248,2

56,00

Porto Murtinho

MS 134 – Ponte sobre o Rio Anhanduí – km 43

96,00

Nova Andradina/Ribas do R.Pardo

MS-340 – Ponte sobre o Rio Anhanduí – km 360

96,00

Nova Andradina/Ribas do R.Pardo

MS-458 – Ponte sobre o Córrego Areias – km 119,2

12,00

Porto Murtinho

MS-458 – Ponte sobre o Córrego Loco – km 107,2

24,00

Porto Murtinho

MS-458 – Ponte sobre a Vazante Rio Branco – km 85,3

70,00

Porto Murtinho

MS-458 – Ponte sobre o Córrego Seco – km 85,1

24,00

Porto Murtinho

MS-473 – Ponte sobre o Córrego do Baile – km 5

20,00

Nova Andradina

MS-223 – Ponte sobre o Rio Jauru – km 170

72,00

Figueirão

MS-142 – Ponte sobre o Rio Novo – km 96

40,00

São Gabriel D’Oeste

MS-142 – Ponte sobre o Córrego Caracol – km 140

20,00

São Gabriel D’Oeste

MS-450 – Ponte sobre o Rio Aquidauana – km 0,5

84,00

Aquidauana

MS-483 – Ponte sobre o Rio Barreiro – km 7

36,00

Paranaíba

MS-142 – Ponte sobre o Rio Coxim – km 98,6

52,00

Coxim/São Gabriel D’Oeste

MS-423 – Ponte sobre o Córrego Alegria – km 21

24,00

Rio Verde

MS-310 – Ponte sobre o Córrego Queixadinha -

36,00

Paranaíba

MS-278 – Ponte sobre o Córrego Bopeí – km 6

40,00

Vicentina/Caarapó/Fátima do Sul

MS-458 – Ponte sobre o Rio Tereré -

72,00

Porto Murtinho

MS-458 – Ponte sobre o Rio Branco – (Vaz. Rio Branco)

48,00

Porto Murtinho

MS-244 – Ponte sobre o Rio Botas – (Bálsamo)

30,00

Ribas do Rio Pardo

MS-357 – Ponte sobre o Rio Pardo (Ribas)

60,00

Ribas do Rio Pardo

MS-134 – Ponte sobre o Rio Pardo -

108,00

Ribas do R. Pardo/Sta Rita do Pardo

MS-316 – Ponte sobre o Rio Quitéria

48,00

Aparecida do Taboado

MS-310 – Ponte sobre o Córrego Velhacaria

40,00

Paranaíba

MS-228 – Ponte sobre a Vazante Tarumã

108,00

Aquidauana