Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 18 de Setembro de 2021

Sidrolandia

Ministro anuncia investimentos de R$ 1,4 bilhão para Centro-Oeste

O governador André Pucinelli afirmou que vai pedir a ampliação de R$ 1,5 bilhão para o setor rural e mais R$ 1,5 bilhão para o setor empresarial, com juros de 4% ao ano.

Campo Grande News

06 de Setembro de 2013 - 14:11

O Centro- Oeste vai receber neste ano investimentos de R$ 1,4 bilhão para serem aplicados no FDCO (Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste). O anúncio foi feito pelo ministro da Integração Fernando Bezerra, na manhã de hoje, durante reunião do Condel (Conselho Deliberativo de Desenvolvimento do Centro Oeste), no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande.

Em Mato Grosso do Sul, a fábrica Eldorado Celulose de Três Lagoas será uma das contempladas, segundo ministro. Voltado para a infraestrutura e logística, o fundo também é usado para modernizar os empreendimentos comerciais, agropecuários e industriais.

“Esse recurso irá trazer o desenvolvimento para Mato Grosso do Sul assim como os estados do Centro- Oeste. Já temos uma contemplada que é a fábrica Eldorados de celulose, em Três Lagoas. A fábrica já entregou uma carta consulta ao ministério. Vamos visitar a fábrica hoje, na companhia do governador (André Pucinelli)”, disse o ministro.

Ainda foi anunciado o investimento de R$ 5,5 bilhões ao FCO (Fundo Constitucional de Financiamento) para este ano. Deste total, R$ 2,9 milhões já foram liberados para quatro os três estados do Centro-Oeste, além do Distrito Federal. “Esse fundo deve atender setores agroindustriais e da agricultura que precisam do incentivo e da ajuda do governo Federal”, pontuou Bezerra.

O governador André Pucinelli afirmou que vai pedir a ampliação de R$ 1,5 bilhão para o setor rural e mais R$ 1,5 bilhão para o setor empresarial, com juros de 4% ao ano. “Ampliar este recurso é fazer com que nossa economia continue crescendo e é também ajudar setores a expandirem seus negócios”.

Pucinelli afirmou que em julho se reuniu com o ministro da Fazenda Guido Mantega e com mais sete senadores do Centro- Oeste para fazer esta reivindicação. “Hoje faremos a mesma requisição ao ministro”.

Até hoje o Centro-Oeste recebeu R$ 40 bilhões em 24 anos de existência do fundo. Foram realizadas 810 mil operações de crédito e criados 4,5 milhões de postos de trabalho. Na reunião a tentativa é discutir os critérios para os recursos do FDCO e também pedir a ampliação do recurso do FCO.