Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 30 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Morador de Sidrolândia morre em Campo Grande com suspeita de gripe suína

A Secretaria de Saúde disse que ele deve ter ficado na Capital, onde procurou atendimento, foi internado e acabou falecendo.

Flávio Paes/Região News

19 de Julho de 2013 - 07:39

Um morador de Sidrolândia, identificado como Lazaro, morreu quarta-feira em Campo Grande, com sintomas da gripe suína. O paciente não passou pelo posto central, nem foi atendido no Hospital Elmiria Silvério Barbosa. Segundo a  Secretaria de Saúde, ele deve ter adoecido durante sua estada em Capital, onde procurou atendimento, foi internado e acabou falecendo. 

Conforme o último boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde, a cidade tem o segundo maior número notificações da doença: são 24 casos, dos quais, seis de H3N2 já foram confirmados.

Em todo o Mato Grosso do Sul são 388 notificações. Destes casos, 49 já foram confirmados, sendo 26 causados pelo vírus H1N1, e 23 pelo H3N2. Quanto as mortes, quatro foram confirmadas, e outras 11 ainda estão sob investigação.

Os vírus H1N1 e H3N2 causaram cada um deles, duas mortes em Campo Grande. Outros quatro óbitos na Capital estão sendo investigados. As mortes investigadas no Interior são em Coxim (2 casos), Bandeirantes, Tacuru, Sidrolândia, Nova Andradina e Ribas do Rio Pardo (todas com 1 caso cada).

O município com o maior número de casos confirmados é Sonora, com 15. Lá, há 21 notificações. Já em Campo Grande, onde há 192 notificações (maior do Estado), 11 foram confirmados. Em relação a gripe H3N2,  Sidrolândia é o município com o segundo maior número de casos confirmados (sete). Em todo Estado, são 23.