Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Janeiro de 2021

Sidrolandia

Movimentação do aeroporto alcança 32 mil passageiros em três meses

No retorno a decolagem em Dourados ocorre às 18h35 com cegada em Campinas às 21h33. Os voos são as segundas, terças, quintas e sextas-feiras.

Dourados News

07 de Abril de 2014 - 10:31

O aeroporto Francisco de Matos Pereira, de Dourados, já movimentou 32.193 passageiros nos primeiros três meses do ano. A média é de 10.731 passageiros embarcados e desembarcados por mês. Se persistir, a movimentação fechará em 130 mil no final do ano, um crescimento superior a 100% em relação aos 63 mil de 2013. Na semana passada a administração do aeroporto divulgou os números de março.

Foram 10.476 passageiros, sendo 6.068 transportados pela Azul, que tem quatro voos diários diretos ida e volta para Campinas (São Paulo), e 4.408 transportados pela Passaredo, que tem igualmente 4 voos diretos, ida e volta, para Guarulhos (SP) e um para Campo Grande. As duas companhias realizaram 5.415 embarques e 5.061 desembarques.

No dia 20 de março a Azul iniciou o terceiro voo para Campinas. Isso deve promover um crescimento na média de passageiros movimentados já em abril. O novo voo da Azul parte de Campinas com destino a Dourados às 17h05s, chegando às 18h10.

No retorno a decolagem em Dourados ocorre às 18h35 com cegada em Campinas às 21h33. Os voos são as segundas, terças, quintas e sextas-feiras.

O aumento do número de embarques e desembarques é em função do crescimento econômico acelerado de Dourados e também na região. Cada vez mais moradores das regiões da Grande Dourados, Sul, Fronteira e Sudeste do Estado têm adotado o aeroporto de Dourados para as suas viagens aéreas.

A prefeitura tem feito investimentos constantes para melhorar o aeroporto e garantir a expansão do número de voos. O prefeito Murilo aguarda recursos federais do “Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos” para melhorias na pista e construção de nova estação de passageiros, necessários para dar conta da demanda crescente. (Assecom)