Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 9 de Maio de 2021

Sidrolandia

MS ganhou confiança do empresariado mantendo os incentivos fiscais, diz Reinaldo

Com o cumprimento da pauta fiscal – destacou Azambuja -, o Estado alcançou a segunda posição no ranking nacional em geração de empregos

Notícias MS

18 de Novembro de 2016 - 13:00

A manutenção, pelo Governo do Estado, dos incentivos fiscais a novos empreendimentos, mesmo em um cenário de crise econômica, foi fundamental para Mato Grosso do Sul manter o ritmo de crescimento e diversificação do seu parque industrial, gerando mais empregos, receita e oportunidades, afirmou o governador Reinaldo Azambuja, durante a inauguração do novo bloco do Senai e o Memorial da Indústria, em Campo Grande.

“A sustentação dos atrativos fiscais, quando outros estados reduziram os benefícios a alguns segmentos, o que considera uma quebra de contrato, foi positiva em vários aspectos, principalmente ao proporcionar maior credibilidade do empresário em investir em Mato Grosso do Sul”, acrescentou o governador.

Com o cumprimento da pauta fiscal – destacou Azambuja -, o Estado alcançou a segunda posição no ranking nacional em geração de empregos, além de sustentar a competitividade e criar um ambiente favorável a novos investimentos privados no campo e na indústria. O governador disse que esse cenário positivo é também resultado de uma política arrojada do seu governo, que reduziu o custo da máquina e ampliou investimentos em saúde, segurança e educação.

Crise passageira

Reinaldo Azambuja também falou do esforço do governo para reduzir de 34 para 17 dias o prazo para abertura de nova empresas e a meta de chegar a apenas cinco dias até 2018, bem como o destravamento burocrático para acelerar a liberação do licenciamento ambiental para novos empreendimentos. “Temos recebidos muitos pleitos para instalação de novas indústrias e tenho certeza que 2017 será um ano de recuperação da nossa economia”, completou.

O governador também destacou os investimentos do setor privado no sistema Fiems (Federação das Indústrias de MS), que aplicou mais de R$ 60 milhões em novos polos em Campo Grande e Três Lagoas. Ele disse que estes investimentos contribuem para a formação educacional e de mão de obra qualificada e manutenção dos empregos locais. “Vamos superar com essas parcerias do setor produtivo uma crime momentânea”, assegurou.

Novas instalações

A inauguração do novo bloco do Senai e o Memorial da Indústria, na sede da Fiems, na tarde desta quinta-feira, contou com as presenças do presidente da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Robson Braga de Andrade, e o presidente da Fiems, Sérgio Longen, entre outras autoridades. Foram investidos R$ 19,5 milhões na nova estrutura, que conta com área construída de 5.142,73 m² e quatro pavimentos. O Memorial da Indústria foi instalado na antiga edificação do Senai em Campo Grande.