Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 26 de Maio de 2022

Sidrolandia

MS tem a 3ª menor proporção de domicílios próprios já quitados no país

O estado que desponta em número de moradias próprias já pagas pelo proprietário é o Maranhão, com taxa de 80,5% e a menor, 55,9%, foi registrada no Distrito Federal

Campo Grande News

04 de Dezembro de 2015 - 14:17

De acordo com a Síntese de Indicadores Sociais 2015, divulgada nesta sexta-feira (4), pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Mato Grosso do Sul tem a terceira menor proporção de domicílios próprios, já pagos no país. Das 885 mil residências visitadas, 59,1% são próprias e já quitadas, colocando o Estado em terceiro lugar no ranking neste quesito, em relação às demais unidades da Federação.

O estado que desponta em número de moradias próprias já pagas pelo proprietário é o Maranhão, com taxa de 80,5% e a menor, 55,9%, foi registrada no Distrito Federal. Pelo menos 6,1 dos domicílios próprios estão sendo pagos.

Já quanto à média de domicílios alugados, Mato Grosso do Sul ocupa a sexta posição, com 21% das residências nesta situação. Em 2004 eram 17,6% de residências alugadas e o Estado ocupava o terceiro lugar no ranking nacional.

A taxa de residências alugadas no Estado é a mesma do país. O Distrito Federal é responsável pelo maior percentual, com 30% e a menor está no Maranhão, com 8,9%.

A pesquisa também aponta que quase 30% dos domicílios alugados no Brasil tinham ônus excessivo em 2014, o que significa que esses imóveis tem valor da locação mensal igual ou excede 30% da renda domiciliar mensal da família.

Em 2004 essa situação ocorria em 4,4% dos domicílios urbanos e 24,6% dos domicílios urbanos alugados. Em 2014, ela ocorria em 6,0% dos domicílios urbanos e em 28,8% dos domicílios urbanos alugados. Entre as unidades da Federação, a proporção de domicílios urbanos nessa condição em 2014 variava entre 10,7%, no Distrito Federal, e 1,6%, no Piauí.