Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 26 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Mulher procura neta desaparecida há um mês

A avó diz que ele estaria namorando a menina que teria sido estuprada quando ela tinha 11 anos

Dourados Agora

19 de Janeiro de 2011 - 10:53

Uma senhora de 65 anos, está à procura da neta de 15 que está desaparecida há cerca de 20 dias, em Dourados. Epifânia S., criou a menina que saiu de casa no dia 15 de dezembro em companhia de um homem que tem cerca de 40 anos. A polícia acha que ambos estão em Rio Brilhante, cidade natal do acusado.

A avó diz que ele estaria namorando a menina que teria sido estuprada quando ela tinha 11 anos. Epifânia procurou a polícia para registrar queixa na Delegacia da Mulher contra o homem acusado de ter sequestrado a menina que é sobrinha da amásia dele.

“Até agora a polícia não fez nada. Eles acham que a gente tem que procurar. Mas que jeito vou fazer isto?”, indaga Epifânia. Ela conta que o homem voltou a assediar a garota, há pouco tempo, depois do episódio do estupro, ocorrido há quatro anos.

“Ela saia de casa para ir à escola, mas nunca chegava lá. Saia do caminho e ia se encontrar com ele. Quando dava 5 horas, ela voltava para casa. Fui ver os cadernos dela e não tinha praticamente nada. Ai desconfiei e fui na polícia dar parte dele”, conta Epifânia que chegou a registrar o segundo Boletim de Ocorrência contra o acusado.

A amásia dele sabia do primeiro estupro mas perdoou, achando que não aconteceria de novo. Quando ficou sabendo da ocorrência ficou desesperada mesmo porque o amásio seria portador do vírus HIV (Aids).

Epifânia tem medo do que possa vir a ocorrer com a menina, que não tem mais pai nem mãe. O acusado é moreno claro, cabelos lisos e olhos escuros, tem cerca de 1,80 de altura e costuma vestir-se com camiseta e jeans.

A menina de 15 anos é alta (cerca de 1,60m), magra, morena clara, usa óculos de grau, tem olhos pretos, cabelos compridos escuros encaracolados em geral com tranças. Ela vestia uma blusa rosa, calça jeans e uma sandália ‘rasteirinha’ de cor vermelha. Ambos saíram sem lavar nada, em bicicletas.

Quem tiver informações que possam levar ao paradeiro da garota ou do homem deve ligar para o telefone 9229.9487 (Epifânia) ou no 3421.7401 (Cleberson).