Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Janeiro de 2021

Sidrolandia

Municipio de Ladário tem mais de 115 casos suspeitos de dengue

De acordo com o secretário, o trabalho vai ser forte na orientação e combate aos criadouros do mosquito transmissor

Diário Digital

17 de Setembro de 2014 - 14:05

O município de Ladário está intensificando as ações de combate à doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, em todos os bairros. A intensificação é por conta do aumento de notificações da doença, que já são 116 e oito casos confirmados de dengue. A Secretaria de Saúde da cidade está programando um trabalho preventivo com o apoio das demais Secretarias Municipais, empresas privadas, agentes de saúde e de endemias, além da participação de militares da Marinha e Exército.

“As ações são concentradas em todos os nossos bairros, porém, essas localidades recebem uma maior atenção pelo fato de os moradores enfrentarem uma situação que é constante, a falta de água. Eles acabam estocando água em reservatórios em nível de solo que servem em sua maioria, como criadouro do Aedes Aegypti”, disse o secretário de Saúde, Cleber Colleone. Os bairros localizados na parte alta da cidade, como Nova Aliança, Santo Antônio, Alta Floresta I e II e Boa Esperança, deverão receber atenção maior. Essas regiões apresentam índices de infestação predial próximos a 2%, acima do percentual aceitável pelo Ministério da Saúde, que é de 1%.

De acordo com o secretário, o trabalho vai ser forte na orientação e combate aos criadouros do mosquito transmissor. “Nossa equipe, além de estar preparada, explicará passo a passo, como evitar possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti. Apesar das notificações, os trabalhos serão reforçados e todos estarão nas ruas para que não aconteça um aumento do número de notificações da doença. O risco existe, porém, pode ser evitado”, informou Colleone. Conscientização da comunidade De acordo com o site Diário Corumbaense, uma importante ação a ser realizada será a educação em saúde em que crianças e adolescentes da rede púbica de ensino serão alvos.

Parceria da Secretaria de Educação com equipes do Núcleo de Apoio a Saúde  da Família (NASF) e do PSE (Programa de Saúde Escolar), promoverá atividades com os alunos visando sua conscientização para que somem esforços junto às suas famílias no combate à dengue. Além disso, de 17 a 21 de novembro, acontecerá um mutirão. Já no dia 22, quando se promove o Dia Nacional de Combate a doença, as escolas municipais promoverão nos bairros, ações relacionadas à data.

“Nosso principal foco é remover os criadouros do mosquito, todas essas ações visam a diminuição de depósitos que possam servir como criadouros, e com a  ajuda da população, pretendemos continuar com números cada vez menores da doença em Ladário”, finalizou Cleber Colleone. Hábitos simples A população pode contribuir com o combate e a prevenção da doença.

São sugeridos hábitos simples como não deixar água acumulada; manter o saco de lixo bem fechado e fora do alcance dos animais até o recolhimento pelo serviço de limpeza urbana; manter a caixa d'água completamente fechada para impedir que vire criadouro do mosquito; manter bem tampados tonéis e barris d'água; encher de areia até a borda os pratinhos dos vasos de planta; lavar semanalmente por dentro, com escova e sabão, os tanques utilizados para armazenar água; remover folhas e galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas; jogar no lixo todo objeto que possa acumular água, como embalagens usadas, potes, latas, copos, garrafas vazias; colocar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira bem fechada; não jogar lixo em terrenos baldios e lavar principalmente por dentro, com escova e sabão, os utensílios usados para guardar água em casa, como jarras, garrafas, potes, baldes.

Os sintomas da dengue são: febre alta; dor de cabeça; dor atrás dos olhos; dor no corpo e nas juntas; manchas vermelhas no corpo. Em caso de suspeita de dengue, sempre procurar, o mais rápido possível, o serviço de saúde mais próximo. Todo tratamento só deve ser feito sob orientação médica.