Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 17 de Maio de 2021

Sidrolandia

Município registra quase 13 mil raios nos primeiros cinco dias de 2017

No ano passado, entre os dias 1º a 05 de janeiro, foram detectadas 36.275 descargas atmosféricas em Corumbá e 56.001 em Mato Grosso do Sul.

Campo Grande News

09 de Janeiro de 2017 - 13:27

Somente nos cinco primeiros dias deste ano, 91.141 raios atingiram Mato Grosso do Sul e Corumbá foi o município com maior registro, totalizando 12.904 descargas atmosféricas ou 14% do total de raios no Estado.

Segundo o site Diário Corumbaense, a última quinta-feira (5) foi o dia com maior incidência, quando o Grupo STORM-T/IAG da USP (Universidade de São Paulo) registrou 9.713 raios no município da região pantaneira. O levantamento foi divulgado no site Raios On-line.

O dia com menor registro de queda de raios foi 1° de janeiro, com apenas 29 casos. Em comparação com o mesmo período do ano passado, o registro de raios está menor em 2017. No ano passado, entre os dias 1º a 05 de janeiro, foram detectadas 36.275 descargas atmosféricas em Corumbá e 56.001 em Mato Grosso do Sul. 

Riscos - De acordo com o grupo ELAT (Eletricidade Atmosférica), a chance de uma pessoa ser atingida diretamente por um raio é muito baixa, em média menor que 1 para 1 milhão de descargas. Mas a probabilidade aumenta caso a pessoa esteja em área sem cobertura em caso de uma tempestade forte, quando as chances aumentam em até 1 para 1 mil.

Caso atinja uma pessoa, a corrente do raio pode causar queimaduras em diversas partes do corpo. A maioria das mortes de pessoas atingidas por raio é causada por parada cardíaca e respiratória e, em geral, os sobreviventes sofrem por um longo tempo de sequelas psicológicas e orgânicas.

Na última sexta-feira (6) um homem foi atingido por raio durante tempestade em Três Lagoas - distante 338 km de Campo Grande. Segundo informações da assessoria de imprensa da prefeitura, a vítima foi encaminhada ao Hospital Nossa Senhora Auxiliadora e passa bem.