Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 3 de Dezembro de 2020

Sidrolandia

Natal deve injetar R$ 6,9 milhões no comércio de Corumbá e Ladário

Pela pesquisa, mais da metade dos entrevistados (51,3%) deseja gastar com presentes para os filhos; mães e pais.

Diário Online

28 de Novembro de 2012 - 15:54

As compras de Natal devem movimentar R$ 6,9 milhões em Corumbá e Ladário. É o que aponta pesquisa realizada pela Fecomércio MS, em parceria com a Fundação Manoel de Barros e Universidade Anhanguera - Uniderp.

Pelo levantamento, os compradores das duas cidades pretendem gastar até R$ 227 com presentes natalinos. Foram ouvidas 201 pessoas, dentro da parcela da população considerada economicamente ativa dos dois municípios, entre os dias 09 a 16 de novembro. A margem de confiança é de 95%.

Pela pesquisa, mais da metade dos entrevistados (51,3%) deseja gastar com presentes para os filhos; mães e pais. Serão presenteadas, preferencialmente, as mães com 22,9% das citações. Pais (14,4%) e filhos com 14% aparecem na sequência. Entre os presentes preferidos estão perfumaria (18,3%); calçados (16,5%); roupas (15,2%). Os brinquedos figuram na sétima posição no ranking com 5,6% da intenção de compras.

Este ano houve inversão na condição de pagamento em comparação ao ano passado. Agora, a grande maioria, exatos 75% dos entrevistados afirmaram que devem pagar as compras a prazo. Desse total, 84% dos compradores preveem a quitação em até quatro parcelas. O pagamento será à vista para 25% dos consumidores consultados.

Em Corumbá e Ladário, as lojas do Centro são a escolha de 44% dos entrevistados. Os consumidores consideram descontos (14%); promoções (9%) e facilidades na formas de pagamento (9%) como atrativos para compras nas lojas.

Outros 32% afirmaram que irão às compras no comércio da Bolívia, isso representará - pelos cálculos da Fecomércio MS - uma injeção de R$ 2,2 milhões para o país vizinho. Só em Corumbá e Ladário a estimativa é de injetar R$ 6.976.119 na economia dos dois municípios, aponta a pesquisa.

As compras deverão ser realizadas muito próximas ao Natal, 29% irão às compras na semana que antecede a festa natalina e 23% na véspera. Outros 37% não sabem quando irão às compras.