Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Novo PCCS aumenta em 10,41% folha de pagamento do magistério

Da Redação

22 de Dezembro de 2010 - 16:00

A implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos professores da Rede Municipal de Ensino vai aumentar em 10,41% a folha de pagamento do magistério, conforme projeção da área de finanças da Prefeitura.

O reajuste médio de 14% no salário-base e mais o pagamento do adicional por tempo de serviço (5% a cada três anos de serviço), vai elevar de R$ 9,6 milhões para R$ 10,6 milhões, as despesas anuais com o salário do quadro magistério.

Em 2011 o Fundeb (Fundo de Manutenção do Ensino) terá uma receita global de R$ 16,1 milhões, entretanto, por determinação constitucional, só 60%, R$ 9,6 milhões, o município poderá gastar com salário de professores e administrativos da Educação.

Esta diferença de R$ 1 milhão a prefeitura vai complementar com sua receita própria. A parcela complementar de R$ 6,5 milhões do Fundeb vai custear despesas de manutenção das escolas, além do transporte escolar (com custo estimado em R$ 4,6 milhões ) e a merenda (R$ 671 mil).