Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 5 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Novos espaços do presídio de Ponta Porã garantem mais segurança e ações de ressocialização

O presídio teve a sua capacidade aumentada com a construção de quatro alojamentos para os detentos, com seis vagas cada um.

Notícias MS

28 de Agosto de 2013 - 16:44

A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul (Agepen) inaugurou nessa terça-feira (27), na Unidade Penal Ricardo Brandão (UPRB), em Ponta Porã, novos espaços voltados para as áreas de segurança, trabalho e educação.

O presídio teve a sua capacidade aumentada com a construção de quatro alojamentos para os detentos, com seis vagas cada um. Também foram edificadas duas celas disciplinares com estrutura de segurança reforçada.  Um novo barracão de trabalho com cerca de 200 m² está abrigando a instalação de empresas que oferecem ocupação remunerada aos custodiados.

Foram estruturadas, ainda, duas salas de aulas, que estão sendo utilizadas para a realização de cursos profissionalizantes e para aulas regulares da Escola Estadual Polo Professora Regina Anffe Nunes Betine, responsável pelo ensino em estabelecimentos penais do estado.

Cursos profissionalizantes e ensino regular são realizados nas novas salas de aula

As obras envolveram um investimento de aproximadamente R$ 130 mil, dos quais R$ 37 mil foram doados pelo Conselho da Comunidade de Ponta Porã, importante parceiro da agência penitenciária em várias ações desenvolvidas. Para as construções foi utilizada mão de obra dos próprios internos, reforçando o processo de reinserção social.

Segundo o diretor da UPRB, Rodrigo Borges, parte de material utilizado – como tijolos e estruturas metálicas – também foi confeccionado no local com mão de obra prisional.

Durante a solenidade de inauguração, o diretor-presidente da Agepen, Deusdete Oliveira, ressaltou o empenho da direção do presídio e da equipe de servidores para que as construções fossem possíveis. O dirigente agradeceu, ainda, a contribuição dada pelo Conselho da Comunidade. “É graças a esse trabalho conjunto que estamos conseguindo concretizar todas essas melhorias”, disse.

Com 200 m², barracão de trabalho abriga empresas que oferecem ocupação remunerada aos custodiados. Para a presidente do Conselho da Comunidade, Silvania Monteiro, a credibilidade conquistada pela administração da unidade penal, somada ao apoio do Poder Judiciário e do Ministério Público, e à vontade de tornar Ponta Porã uma referência, tem estimulado a instituição a contribuir com recursos e alcançar resultados efetivos. “Tivemos essas construções que estão sendo inauguradas, implantamos uniformes para os internos, entre outras coisas, e com isso temos conseguido avançar bastante”, enfatizou.

Presentes na cerimônia, o juiz da Execução Penal de Ponta Porã (em substituição), Adriano da Rosa Bastos, e a promotora de Justiça Clarissa Carloto Torres também elogiaram a condução dos trabalhos na UPRB. “Apesar do grande número de internos, percebemos que aqui existe uma preocupação em dar uma ocupação a eles, o que possibilita a ressocialização”, afirmou o magistrado. “Em nossas visitas vemos muitos deles trabalhando e é notório que há um esforço por parte da direção que se garanta o mínimo possível, mínimo esse que é suficiente, para que eles passem por esse período de aprisionamento da forma mais digna possível”, destacou a representante do Ministério Público.

Também participaram do evento de inauguração a defensora pública Patrícia Feitosa de Lima e o inspetor da Receita Federal em Ponta Porã, Marcial Cezar Marques Pinazo, além de diretores de presídios locais e servidores penitenciários.