Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 25 de Novembro de 2020

Sidrolandia

Novos materiais são adquiridos para o combate a incêndios florestais

O recrutamento dos alunos será feito em conjunto com os sindicatos rurais e a Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul

CBMMS

01 de Agosto de 2014 - 14:13

Na quinta-feira (31) foi realizada no Quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar uma demonstração técnica dos materiais adquiridos através do projeto de convênio “defesa civil protegendo o cerrado e o pantanal dos incêndios florestais”, desenvolvido pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de MS.

O objetivo do projeto é a formação de 450 brigadistas voluntários de Defesa Civil em técnicas de combate a incêndio florestal nos municípios com maior incidência de focos de calor, para que posteriormente auxiliem os bombeiros nos trabalhos de extinção dos incêndios.

Os cursos serão ministrados pelos técnicos da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil em conjunto com o Corpo de Bombeiros do Estado através de seu Centro de Proteção Ambiental (CPA). O recrutamento dos alunos será feito em conjunto com os sindicatos rurais e a Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul).

Os equipamentos adquiridos serão todos utilizados durante os cursos e posteriormente iram fortalecer a estrutura da Coordenadoria Estadual que poderá auxiliar o Corpo de Bombeiros e as Coordenadorias Municipais de Defesa Civil (Comdec) em casos de grandes incêndios florestais.

Será feita também uma campanha educativa, através da entrega de folder, em que o teor será a consciência ambiental no tocante a não colocar fogo em terrenos e sobre queimadas sem autorização prévia dos órgãos competentes, técnicas de prevenção a incêndios florestais e os malefícios que a emissão de COtraz à saúde e ao planeta.

O projeto prevê a aquisição de diversos materiais que são utilizados no combate ao incêndio florestal, dentre eles estão o kit móvel de combate a incêndios florestais composto de tanque flexível com capacidade de 700 litros, com bomba, mangote e esguicho de água; foram também adquiridos enxadas, machados, facões, equipamentos de proteção individual, caminhonete, rádios portáteis, entre outros.