Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 15 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Obras de esgotamento sanitário chegam ao centro de Chapadão do Sul

Instalações das redes de esgoto já foram feitas em diversos bairros e agora estão sendo executadas nas ruas do centro da cidade.

Notícias MS

06 de Setembro de 2013 - 15:54

As obras da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) para implantação do sistema de esgotamento sanitário (SES) de Chapadão do Sul, que começaram em março de 2013, seguem em ritmo acelerado. Instalações das redes de esgoto já foram feitas em diversos bairros e agora estão sendo executadas nas ruas do centro da cidade.

De acordo com o supervisor da empresa em Chapadão do Sul, Bruno Batista Borges, as instalações são feitas com cautela e cuidado máximo para não causar transtornos aos moradores. “Primeiramente é realizada a abertura das valas, logo depois, os tubos são assentados no solo e em seguida a reposição asfáltica é feita para liberação imediata do trânsito”, relatou o supervisor.

Investimentos que somam R$ 9,6 milhões de recursos próprios da Sanesul foram destinados à construção de uma estação de tratamento de esgoto (ETE), com capacidade de 50 litros por segundo, execução de 18.342 metros de rede coletora, 1.172 ligações domiciliares de esgoto, implantação de 6.849 metros de coletor de esgoto bruto, 4.911 metros de linha de recalque e 1.390 metros de emissário final.

Segundo o supervisor, os moradores já estão manifestando o desejo de se conectar à rede e receber o benefício.

As obras, que seriam concluídas em setembro de 2014, serão finalizadas em tempo recorde: dezembro de 2013. “Por isso pedimos a compreensão de toda a população, principalmente a atenção dos motoristas, para observarem as sinalizações indicando que o local está em obra e, assim, reduzirem a velocidade, com objetivo de evitar acidentes e a poeira”, enfatizou o supervisor.

Os comerciantes do Centro da cidade estão contentes com a chegada das obras de esgotamento sanitário. A administradora e comerciante Marivania Mariani, que mora há 29 anos em Chapadão do Sul, não imaginava que a cidade receberia um benefício como esse. “Foi uma surpresa quando eu fiquei sabendo. Afinal os governantes não gostam de investir em saneamento básico, pois são obras que ficam escondidas embaixo da terra. Estamos tendo transtornos, mas é um bem necessário para a nossa saúde”, relatou Marivania Mariani.

Uma das proprietárias de uma loja de tecido localizada na avenida Quatro, Vani da Graça da Silva, ressalta que essa obra estava sendo esperada há muito anos. “É um sonho realizado, pois o nosso maior problema são as fossas. Na minha casa, por exemplo, não temos mais espaço no quintal para furar fossa, além de prejudicar o meio ambiente. Agora com o esgoto tudo vai mudar, tenho certeza”.