Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 23 de Janeiro de 2021

Sidrolandia

Pais perdem Timóteo, mas luta por Central de Transplantes em MS deve continuar

Os pais também agradeceram a todos que se cadastraram como doadores de medula óssea

Midiamax

22 de Abril de 2014 - 07:18

Apesar de jovens e de já terem lutado contra a perda do filho João Lucas, há cinco anos, quando o menino tinha apenas oito meses, os pais de Timóteo afirmam que não vão desistir de implantar um Centro de Transplante de Medula Óssea em Mato Grosso do Sul.

Abalado, o pai, Diego Recena Aydos, relatou que perder os dois filhos pelo mesmo motivo faz a família ter forças para salvar outras vidas. “A campanha para a construção do Centro continua, não vamos parar. Nós percebemos que amar o próximo não é só fazer o bem, mas ajudar a diminuir o sofrimento das pessoas que passam por esses momentos”.

Ontem, a família estava coletando assinaturas na avenida Afonso Pena para pedir a contrução também de um Banco deCordão Umbilical Público para atender o Estado.

Os pais também agradeceram a todos que se cadastraram como doadores de medula óssea. Com cerca de 2,4 milhões de habitantes, o Estado tem apenas 123 mil pessoas cadastradas.

Timóteo foi internado na semana passada no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul com uma pneumonia, que acabou evoluindo para uma infecção grave. O menino ficou internado no Centro de Terapia Intensiva, mas não resistiu.