Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 27 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Papa retorna a Roma e diz sentir saudades do Brasil: "até breve"

"Ao deixar o Brasil, esse Papa diz até breve. Com saudades. Por favor, não se esqueçam de rezar por ele. Esse papa precisa das orações de todos vocês", emendou.

Terra

29 de Julho de 2013 - 07:29

Depois de uma semana intensa de atividades na Jornada Mundial da Juventude, o papa Francisco deixou o Brasil na noite deste domingo. O avião que levou o Pontífice de volta a Roma decolou às 19h35 da Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro. O tempo estimado de viagem é de dez horas. Antes de deixar o País, o argentino participou de cerimônia de despedida no Galeão, e disse que partiria com a "alma cheia de recordações", e que já estava sentindo saudades do Brasil.

"Parto com a alma cheia de recordações. Neste momento, já começo a sentir saudades. Saudades do Brasil, desse povo tão grande e de grande coração. Do sorriso aberto e sincero que vi em cada pessoa. Do entusiasmo dos voluntários. Da fé, da alegria e simplicidade dos moradores da (favela da) Varginha. Cristo vive e está presente em tantas e tantas pessoas que encontrei essa semana", afirmou o Papa, demonstrando desejo de voltar logo ao Brasil.

"Ao deixar o Brasil, esse Papa diz até breve. Com saudades. Por favor, não se esqueçam de rezar por ele. Esse papa precisa das orações de todos vocês", emendou.

O papa avaliou que a Jornada Mundial da Juventude foi uma experiência muito bem-sucedida da fé, na qual jovens de todo o mundo buscaram Jesus Cristo ao longo dos últimos dias. Ele fez menção especial à visita à Basílica de Aparecida, no interior de São Paulo. Segundo Francisco, ele, em prece a Nossa Senhora da Aparecida, pediu pela humanidade, em especial pelos brasileiros.

"Continuarei a nutrir grande esperança nos jovens do Brasil e do mundo. Através dele, Cristo prepara uma nova primavera no mundo", pontuou o Papa.

A cerimônia teve a presença de autoridades, como o governador do Rio, Sérgio Cabral, o prefeito Eduardo Paes, e ministros de Estado. O vice-presidente, Michel Temer, representou a presidente Dilma Rousseff. Em discurso rápido, Temer exaltou o carisma e a simplicidade do chefe da Igreja Católica, avaliando que Francisco encantou todos, voltando a despertar a fé em muitos brasileiros.

“Sua Santidade e um verdadeiro evangelizador. Assim como Jesus Cristo, divulgou a religião. Refez a ligação de nosso povo com a fé, a espiritualidade, e Deus. É um exemplo de moderação, equilíbrio e tolerância, que nos revela que a paz entre todos é que pode evidenciar a presença de Deus”, declarou Temer.

O vice-presidente ressaltou que o Papa não precisará bater nas portas e pedir licença para entrar, quando voltar ao Brasil. Segundo ele, todas foram permanentemente abertas pela presença da força do Pontífice. "Na próxima vez que vier ao Brasil, simplesmente entre sem pedir licença, porque Sua Santidade está no coração de todos os brasileiros", salientou.

"Em nome dos brasileiros, quero cantar louvores a Sua Santidade, que trouxe santificada e esperançosa alegria a todos os brasileiros. Termino dizendo boa viagem, volte logo", acrescentou Temer.