Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 20 de Julho de 2024

Sidrolandia

Patrimônio milionário de Puccinelli chama atenção da imprensa nacional

André causou espanto ao declarar, neste ano, um patrimônio de 5,37 milhões de reais.

Midiamax

09 de Julho de 2010 - 16:10

A Revista Veja noticiou nesta sexta-feira (9), no blog das Eleições 2010 da publicação nacional, a "exorbitante fortuna do candidato à reeleição ao governo do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB)". André causou espanto ao declarar, neste ano, um patrimônio de 5,37 milhões de reais./>

Comparado com a declaração que Puccinelli apresentou em 1997, quando foi candidato a prefeito de Campo Grande, o valor milionário representa, segundo a Veja, um aumento de 468% na riqueza do político./>

Veja Online

"Se há 13 anos ele não tinha nem o status de milionário, agora superou em cinco vezes a quantia de um milhão – desconsiderando a inflação do período", analisa a reportagem. A revista de circulação nacional diz que a fortuna juntada no período em que André Puccinelli esteve à frente da prefeitura da capital sul-mato-grossense e do governo estadual estaria "na mira da justiça".

Respondendo a um processo desde 2007, o governador e a esposa dele, Elisabeth Maria Machado Puccinelli, que são casados em comunhão de bens, são acusados de enriquecimento ilícito, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e fraudes em licitação, segundo a Veja.

A assessoria de imprensa do governador, procurada pela reportagem para falar sobre a veiculação da notícia na imprensa nacional, reconheceu a existência do processo citado. "Nesse processo ai o André já foi absolvido duas vezes. Por unanimidade o TCU e a PGU já julgaram favoravelmente as contas do governador".

Ainda segundo a assessoria, André Puccinelli não falará sobre o assunto com a imprensa, porque já teria deixado todas as informações a respeito da evolução patrimonial disponíveis para a Justiça Eleitoral. "O governador, além da declaração de bens, disponibilizou os extratos bancários dele nos últimos dez anos e inclusive desafiou os adversários a fazer o mesmo".

Entenda o Caso

De acordo com a reportagem da Revista Veja, o Ministério Público estranhou o valor em cash de 1,49 milhão de reais que seriam guardados por Puccinelli e foram declarados à Justiça eleitoral em 2006. O valor seria incompatível com os rendimentos do governador, então prefeito de Campo Grande.

Veja levanta a suspeita de que a origem da fortuna de André Puccinelli passaria pelo beneficiamento de empresas de um antigo tesoureiro de campanha de André em contratos de obras da prefeitura de Campo Grande, ocupada pelo atual governador durante oito anos.

Blindado pela Assembléia Legislativa

Além de falar sobre a admirável expansão na fortuna do governador de Mato Grosso do Sul, atual candidato do PMDB à reeleição, a revista conta que Puccinelli entrou com um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal em maio deste ano para tentar anular o processo.

O advogado de André usou o fato de que a Assembléia Legislativa do Mato Grosso do Sul negou pedido da Justiça para iniciar uma ação penal contra os acusados. "Sem a autorização, o processo fica paralisado até o término do mandato, já que a Constituição estadual proíbe o andamento de processo criminal contra governador se não houver aprovação da Assembléia".