Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 12 de Julho de 2024

Sidrolandia

Período de férias registra queda nas doações de sangue

As doações que diariamente chegam a quase 20, nesse período atingiram apenas nove por dia.

Governo do Estado

23 de Julho de 2010 - 07:35

Com o período de férias e com uma semana de frio que fez em Campo Grande, o banco de sangue do Hemosul registrou queda em cerca de 75% nas doações de sangue. A média de coletas que chega a cerca de 150 por dia, caiu para aproximadamente 50 doações. No Hospital Regional Rosa Pedrossian, também foi considerada uma queda de 50%. As doações que diariamente chegam a quase 20, nesse período atingiram apenas nove por dia.

Com essa queda, os tipos de sangue que estão em falta no estoque são do tipo A (positivo e negativo); B (positivo e negativo); O (positivo e negativo), sendo os sangues de tipagem negativas os mais raros e geralmente os mais usados para atender emergências, como é o caso do O negativo, que é doador universal.

A quantidade de sangue coletado é de 450 ml e pode ajudar de três a quatro pessoas. De acordo com a enfermeira e auxiliar de laboratório do Hospital Regional, Analice Ribeiro de Queiroz, muitas pessoas não doam por alguns mitos que existem em relação à doação e por medo de passarem mal, mas explica: “o sangue doado logo é recompensado pelo organismo sem que a pessoa sinta alguma diferença de bem estar entre o tempo da doação até a reposição”.

 

Mitos

A baixa quantidade de doadores se deve ao medo de alguns mitos que muitos ainda têm em doar sangue, como: engordar, emagrecer, o sangue afina ou engrossa, ou até mesmo contrair alguma doença. Mas, para esclarecer essas preocupações, a enfermeira diz: “Todo o material usado para a coleta é descartável, isso deixa o doador mais seguro”.

Após a coleta, são feitos exames de tipagem sanguínea, hepatite B e C, doença de chagas, sífilis e HIV. O doador tem acesso a esses exames gratuitamente.

 

Parcerias

A falta de um estoque de sangue é preocupante. Por isso, há parcerias fixas para suprir as emergências. Uma delas é com o Corpo de Bombeiros, que sempre faz campanhas voltadas para a doação de sangue.

Para doar sangue é necessário portar documentos de identificação com foto, ter entre 18 a 65 anos, pesar mais que 50 kg, estar bem de saúde e bem alimentado. Homens podem doar a cada dois meses e mulheres, a cada três.